AT&T prepara-se para assumir integralmente a Sky Brasil após venda de suas ações na América Móvil


O homem mais rico do mundo, Carlos Slim , anunciou a compra, na última sexta-feira (27), de todas as ações de sua sócia, a AT&T, na América Móvil. Com esta venda, a AT&T ficará sem amarras para atuar no mercado brasileiro da TV por assinatura e fontes próxima a operadora informam que ela pretende entrar firme no segmento de banda larga.

Carlos Slim, por intermédio da holding Companhia Imobiliária Carso comprou por US$ 5,6 bilhões todas as ações que a operadora norte-americana possuía na América Móvil, que no Brasil é dona da Claro, NET e Embratel. A operadora norte-americana detinha 8,27% das ações da holding latina e desfaz esta parceria de mais de 20 anos para poder atuar sem qualquer problema regulatório no Brasil e na América Latina com sua operadora de TV paga, a Direct TV/Sky.

PUBLICIDADE

A AT&T anunciou a compra da DirecT TV no mês passado, pelo preço de US$ 48,5 bilhões, além de US$ 18,6 bilhões em dívidas. A aquisição, que precisa ainda ser aprovada pela Anatel e Cade poderia provocar restrições regulatórias no Brasil, se não agisse para sair da América Móvil, já que aqui a operadora passaria a ter propriedade cruzada com a Claro TV e a NET, as duas operadoras de TV paga do grupo Slim no Brasil.

Conforme a Anatel, em dezembro de 2013, o grupo NET/Claro/Embratel detinha 53,6% do mercado brasileiro de TV paga, com 9,675 milhões de clientes  e o grupo Sky/Direct TV vinha em segundo lugar  com 5,371 milhões de assinantes.

Estudos da agência indicam  que o serviço de TV por Assinatura é  muito concentrado no país, onde os dois maiores grupos do setor possuíam pouco mais de 80% do mercado nacional. Na região III (região da Telemar) a concentração chegava a 90%. Esta concentração se acentuou em 2012 devido a Embratel, que já era sócia da NET Serviços, ter assumido totalmente as operações de cabo em março de 2012.

Planos da AT&T

Fontes próximas à AT&T afirmam que os planos da empresa no Brasil vão além da TV paga e que a operadora pretende ingressar firme no mercado de banda larga. Para isto, poderá contar com as primeiras iniciativas da Sky aqui no Brasil que lançou a nova tecnologia 4G TDD (downlink e uplink na mesma faixa). As operadoras de DTH precisam buscar novas alternativas tecnológicas, visto que a prestação de serviço via satélite  não permite a oferta de banda larga, por não haver o canal de retorno.

A Sky comprou quase todas as operações de MMDS que existiam no país (na faixa de 2,5 GH) e já iniciou testes em Brasília e outras cidades para ofertar a 4G TDD (downlink e uplink na mesma faixa).

Ao comprar a Direct TV, a AT&T assinalava que esta aquisição previa o incremento de suas receitas com a  venda do conteúdo audiovisual e o aumento significativa de  suas receitas fora dos Estados Unidos. A Sky/Direct TV tem 26 milhões de usuários nas Américas.

Já o movimento de Carlos Slim, de  gastar vários bilhões para comprar ações de uma empresa em que é o controlador majoritário, na avaliação de alguns bancos, mostra a sua confiança no mercado latino, visto que esta semana poderá sofrer alguns problemas regulatórios com novas legislações mexicanas que deverão ser aprovadas.

As iniciativas de Slim na Europa – seu mercado-alvo atual – enfrentam algumas barreiras. Em outubro do ano passado, por exemplo, anunciou a  desistência de  comprar a operadora holandesa KPN devido a resistências dos sócios holandeses.

PUBLICIDADE
Anterior Telecom Italia Media e Gruppo L'Espresso concluem fusão de redes
Próximos Sites de e-commerce ficam em 5º lugar na preferência dos internautas