AT&T conclui o spin-off da Directv nos EUA


A AT&T e o fundo TPG Capital anunciaram nesta segunda, 2, que a criação da nova Directv foi concluída. Com a transação, a operadora norte-americana vai receber US$ 7,1 bilhões, já excluídos valores referentes ao pagamento de dívidas da unidade de TV paga.

PUBLICIDADE

O dinheiro será usado para redução do endividamento do conglomerado. Atualmente a dívida total da AT&T soma US$ 180,2 bilhões. A empresa espera que até 2023 reduza a relação dívida líquida para menos de 2,5x o EBITDA anual.

Pelo negócio, anunciado em fevereiro, foi criada uma nova empresa, ainda com o nome Directv. Esta recebeu os ativos da Directv nos Estados Unidos, da AT&T TV e do serviço U-Verse. A nova empresa recebe a carteira de 15,4 milhões de assinantes de TV da AT&T.

O fundo TPG terá 30% do capital social da nova empresa, enquanto a AT&T, os 70% restantes. O TPG também colocou US$ 1,8 bilhão no caixa da joint venture.

Não entram no negócio ativos da WarnerMedia, como o app de streaming HBO Max e as redes de transmissão esportiva, uma vez que estas integram a joint venture que será criada com a Discovery – negócio este que ainda passa por análise dos reguladores.

Também não faz parte da transação a venda da Vrio, empresa de TV da AT&T na América Latina e dona da Sky Brasil, que em julho foi vendida para o grupo argentino Werthein – transação esta que também precisa do crivo dos reguladores de diversos países, Brasil incluído.

Anterior Monkey deve fechar o ano com R$ 30 bi em recebíveis negociados
Próximos 5G FWA terá 20% do mercado de banda larga fixa brasileiro até 2026