Atos inaugura Laboratório de Testes de Integração das Olimpíadas no Rio


A Atos, fornecedora de serviços digitais e parceira mundial de TI do Comitê Olímpico Internacional (COI), inaugura hoje o Integration Test Lab (ITL), Laboratório de Testes de Integração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A inauguração marca o início das 200 mil horas de testes tecnológicos que serão feitos em preparação para o evento. Será a primeira vez que parte dos sistemas de TI dos Jogos de Verão, entre eles o portal de voluntários e o sistema de credenciamento, serão administrados em nuvem.

Além da transmissão, a companhia é a responsável pelos sistemas que incluem o Portal do Voluntário, onde acontece o recrutamento e o treinamento de 70 mil voluntários, e a gestão das 300 mil credenciais para que todas as pessoas envolvidas nos jogos tenham acesso às áreas operacionais durante as competições.

Serão testados cada sistema, aplicativo e a infraestrutura tecnológica necessária para a divulgação dos resultados e a realização das competições. O laboratório ocupa uma área de 1.272 m², dentro do complexo do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, localizado na cidade do Rio de Janeiro. O ITL é composto por 42 células que abrangem cada um dos esportes, além de 12 células específicas para os sistemas de credenciamento e de informação de resultados.

PUBLICIDADE

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro representam um marco de migração dos sistemas para cloud. Será a última vez que o ITL estará localizado na cidade-sede dos Jogos Olímpicos. Com o uso da tecnologia da Canopy – nome da marca de solução em Cloud desenvolvida pela Atos em parceria com a EMC – todas as operações de testes de TI a partir dos Jogos de Pyeongchang, na Coreia do Sul em 2018, passarão a ser realizadas pela Atos diretamente de um laboratório fixo localizado na Espanha. Além dos testes, toda a operação de TI será migrada para a nuvem.

A escala e a intensidade das operações de TI dos Jogos Olímpicos exigem uma infraestrutura de nuvem ágil e segura. A tecnologia da Canopy oferece maior confiabilidade, acessos aos dados de forma segura e remota para o público e uma considerável redução de custos operacionais para o COI e os comitês organizadores locais.

Números
Segundo a Atos, operar a TI dos Jogos Olímpicos equivale a operar a TI de uma empresa de 200 mil funcionários que atende a 4.8 bilhões de clientes, opera 24 horas por dia, sete dias por semana, e muda-se para um novo território a cada dois anos. A estimativa é que o evento tenha 4.8 bilhões de espectadores no mundo todo, seja coberto por 30 mil veículos da mídia. Serão 37 locais de competição com infraestrutura de TI completa, 14.850 atletas, 300 mil credenciais, 70 mil voluntários e 250 servidores instalados. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Telefônica define nova data para oferta de ações
Próximos Oi lança Samsung GALAXY A3 e A5