Asus lança notebooks com tela dupla na CES 2021


A Asus apresentou seus novos notebooks hoje, 13, no terceiro dia da CES 2021. Os destaques foram os novos dispositivos Duo, que integram a família ZenBook.

O ZenBook Pro Duo 15 OLED e o ZenBook Duo 14 trouxeram novidades ao característico ScreenPad da linha. Agora, ele ficará localizado entre a tela e o teclado do computador, e não mais no touchpad. Ainda, contará com uma angulação a fim de dar maior sensação de continuidade entre a tela e o ScreenPad Plus. A angulação também contribuiu para um aumento de 49% do fluxo de ar.

PUBLICIDADE

O ScreenPad facilita multitarefas, permite fazer e receber telefonemas e conta com o recurso Painel de Controle Asus, que oferece aos usuários controle de aplicativos criativos, incluindo ajuste do tamanho do pincel, saturação, opacidade da camada. Atualmente, o painel funciona com Adobe Photoshop, Lightroom Classic, Premiere Pro e After Effects.

Cada modelo Duo se especializa em diferentes necessidades. O ZenBook Pro Duo 15 OLED prioriza performance equipado pelo processador Intel Core  i9 de oito cores. Além disso, conta como GPU NVIDIA GeForce RTX  3070 para notebook, resolução 4k e taxa de contraste de 1.000.000:1. Os painéis OLED alteram o comprimento de onda da cor azul, o que reduz seus efeitos nocivos em até 70%. O modelo também suporta conectividade Wi-Fi 6.

Já o ZenBook Duo 14 busca trazer maior mobilidade ao usuário, com 14 polegadas, 1,6 kg e 16,5 mm de espessura. O computador possui processador Intel Core 17 e gráficos Intel Iris Xe ou a opção de placa gráfica NVIDIA GeForce MX450. Ele conta com uma gama de cores 100% RGB e vida útil de bateria de 17 horas.

Além dos novos modelos da linha ZenBook, a empresa também lançou os notebooks VivoBook S14 , ExpertBook B9, Chromebook CX9, ASUS BR1100, Chromebook Flip CX5, TUF Dash. Contudo, nenhum deles possui previsão de lançamento no Brasil.

Anterior Prefeituras mantêm arrecadação com direito de passagem, diz sindicato das teles
Próximos Criador do processador 486 volta para a Intel, como CEO