Argentina veta a venda de operadora da Telecom Italia no país


O regulador do mercado de telecomunicações da Argentina, AFTIC, vetou a venda da Sofora ao fundo Fintech. O negócio, de US$ 960 milhões, fazia parte da estratégia de redução de endividamento da Telecom Italia, que controla a Sofora, que por sua vez, é a dona da Telecom Argentina. O fundo Fintech promete, porém, recorrer.

A autoridade argentina justificou a decisão dizendo que o Fintech não demonstrou capacidade de atender requisitos legais. Também questionou o modo como o negócio se deu. “A firma Fintech não demonstrou experiência nem idoneidade. A empresa foi constituída nos Estados Unidos menos de um mês antes de a Telecom Italia aceitar a negociação”, diz a AFTIC.

A venda da operadora na Argentina era uma das estratégias do plano de redução de endividamento da Telecom Italia, hoje próximo do € 30 bilhões. O plano já resultou na venda de parte da operação de infraestrutura na Itália e em demissões, além de gerar especulações sobre uma possível consolidação no mercado brasileiro envolvendo a TIM.

PUBLICIDADE

A Telecom Italia, porém, não descarta completamente o negócio ou os benefícios resultantes da negociação. A empresa diz que o Fintech tem até abril de 2017 para completar a compra, caso consiga recorrer da decisão da AFTIC. E, se não conseguir, a Telecom Italia pretende vender a Telecom Argentina a um terceiro, com garantias da Fintech de pelo menos US$ 630,6 milhões. Depois desse prazo, o acordo expira.

Outra alternativa é a Telecom Italia exercer a opção de compra de 17% da Sofora, a empresa controladora da Telecom Argentina, e que hoje está nas mãos do Fintech. Mesmo que o negócio não se realize, a Fintech terá de pagar US$ 600,6 milhões, previstos no acordo fechado inicialmente em 2014.

Anterior Oi investiu R$ 3,5 bilhões em redes 3G desde 2008, em SP
Próximos Samsung inicia amanhã vendas do Galaxy Note 5 no Brasil