Apple não pode mais recorrer de condenação por formar cartel de e-books


shutterstock_kentoh_regulacao_justica_negocio_decisaoA Apple não poderá mais recorrer da condenação por formação de cartel no mercado de e-books nos Estados Unidos. A decisão final, da suprema corte de Justiça do país, saiu nesta segunda-feira, 07. Com o final definitivo da sentença, a fabricante do iPhone deverá pagar multas equivalentes da US$ 450 milhões.

O processo corria desde 2012. A companhia foi condenada por se associar a cinco editoras locais para definição de preços dos livros que seriam vendidos pela plataforma da companhia no iPad. Os novos preços ajudaram a empresa a promover o lançamento do tablet em 2010. À época, o principal competidor era a Amazon, que vendia livros digitais a US$ 9,99.

A Apple tramou para que as editoras elevassem os preços para R$ 13 ou mais. O resultado foi aumento médio de 40% nos preços dos livros mais vendidos, segundo concluiu a corte. As editoras já pagaram multas, em acordo paralelos motivados pelo mesmo processo, de US$ 166 milhões. (Com agências internacionais)

PUBLICIDADE

 

Anterior EUA acusam ZTE de furar embargo ao Irã. China reage.
Próximos Banda larga: redução da base de ISPs não é uniforme