PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Audiovisual

Com mais de R$ 2 bi em investimentos, audiovisual tem seleção de projetos

Foram divulgados 51 projetos em todo o Brasil para os quais serão destinados R$ 179 milhões
(crédito: Freepik)

O segundo semestre começa em ritmo acelerado para o mercado de audiovisual que, este ano, deverá contar com mais de R$ 2 bilhões em investimentos.  Na semana passada, a Ancine divulgou 51 projetos aprovados em todo o país que, no total, receberão a quantia de R$ 179 milhões. Em busca de mais diversidade e para atender à alta demanda, a agência também abriu chamada pública de credenciamento para análise das propostas de obras inscritas nos editais do FSA (Fundo Setorial do Audiovisual).

No mês passado, o Comitê Gestor do FSA aprovou por unanimidade o Plano Anual de Investimentos (PAI) deste ano no valor de R$ 1,2 bilhão. Esses recursos se somam aos que foram anunciados em março pela ministra da Cultura, Margareth Menezes, de R$ 1 bilhão. Essa verba já vem sendo aplicada na produção de séries e filmes.

No valor divulgado pela ministra, está incluído o resultado de 6 chamadas de cinema, que somaram R$ 453 milhões e três propostas de TV  e VoD, que atingiram R$ 200 milhões. Ainda foram destinados inicialmente R$ 150 milhões nas modalidades de infraestrutura, inovação e acessibilidade. Na aprovação do Conselho Gestor foram aprovadas suplementações de verbas para essas áreas.

Com o objetivo de auxiliar as atividades das salas de cinema de pequeno porte, o Comitê Gestor lançou a segunda edição do PEAPE (Programa Especial de Apoio ao Pequeno Exibidor). Foram destinados R$ 6 milhões do FSA como forma de apoio financeiro não reembolsável para empresas com até 10 salas de exibição.

Nomeações

 

Como parte da renovação dos membros da renovação dos membros da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura, o MinC publicou hoje a nomeação de seis novos nomes para compor o órgão. Entre eles está a jornalista e ativista Cláudia Werneck que por ser mãe da atriz Tatá Werneck recebeu mais destaque na cobertura da mídia. Ela é fundadora da escola A Gente, ONG especializada em comunicação com pessoas com deficiência e elaboração de políticas para inclusão.

A Ancine também busca profissionais especializados para para atuarem na avaliação de projetos audiovisuais nas Chamadas Públicas do FSA. Segundo o órgão, o objetivo é viabilizar a composição diversa das comissões de seleção considerando diferentes experiências, características, especialidades e tendências do mercado audiovisual.

Entre as medidas que estão no radar da Ancine está a renovação da regra para cotas que garantam a exibição de produtos nacionais e que tem dado resultados positivos à produção de audiovisual brasileiro. A agência considera a política de cota fundamental para a manutenção dos patamares atuais de participação de conteúdo brasileiro na TV Paga e, diante do vencimento da obrigatoriedade em 2023, coloca-se o problema regulatório de avaliação sobre sua renovação e atualização, à luz da nova realidade do mercado.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS