Anatel manda Telefônica e Equant se acertarem


A reclamação administrativa apresentada à Anatel pela Equant do Brasil contra a Telefônica foi acatada pela Superintendência de Competição. Em seu despacho, publicado hoje (22) no Diário Oficial da União, Carlos Baigorri, superintendente de competição, reconhece a relação entre as empresas como exploração industrial dos meios de rede do Serviço Móvel Pessoal (SMP) e não contrato corporativo de SMP, como estabelece o contrato comercial, assinado em 2013.

Como o tipo de serviço determina a sua remuneração, em seu despacho Baigorri determina que as empresas façam um novo contrato comecial, estabelecendo que é serviço prestado pela Telefônica à Equant é de exploração industrial dos meios de rede. A minuta do novo contrato terá que ser submetida à Anatel para anuência.

PUBLICIDADE
Anterior Em parceria com governo, Google lança o serviço Avisos Públicos
Próximos Recuperação judicial da Oi avança