Anatel inclui regras de aplicação de recursos do Fust no plano de gestão


A reavaliação da regulamentação de operacionalização da aplicação de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) foi incluído no Plano de Gestão Tático 2021-2020 (PGT) da Anatel. O documento, que traz a recente alteração da Agenda Regulatória 2021-2022, também recebeu o acréscimo de programas ao Portfólio de Projetos Estratégicos, voltados ao atendimento de metas táticas e estratégicas. 

Isso porque, com a Lei nº 14.109/2020, foi eliminada a restrição anterior de uso dos recursos do Fust apenas para o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) prestado em regime público. A agência decidiu alterar a Agenda Regulatória de modo a viabilizar, o quanto antes, a aplicabilidade dos recursos do Fundo, com a finalidade de reduzir as desigualdades regionais e estimular o uso e o desenvolvimento de novas tecnologias de conectividade. 

PUBLICIDADE

Portfólio de Projetos Estratégicos é formado por um conjunto de iniciativas e operações gerenciadas em grupo para alcançar as metas estratégicas ou voltadas para a promoção da qualidade dos serviços prestados pela Agência. 

A nova versão reúne, agora, oito projetos que serão desenvolvidos entre 2021 e 2022 para o alcance de metas estratégicas e táticas da Anatel: Nova Gestão da Qualidade; Espectro Eficiente; Metodologia para Adaptação da Outorga do STFC; 5G Brasil; Custos da Nova Geração; Velocidade e Transparência; Governança Avançada; e Implementação da LGPD. 

Para saber mais sobre o Plano de Gestão Tático, acesse https://www.gov.br/anatel/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/planejamento-estrategico/plano-de-gestao. (Com assessoria de imprensa) 

Anterior Proposta de requisitos técnicos para comunicação via satélite entra em consulta pública
Próximos Espanha libera entrada de estrangeiros para participar do MWC 2021, mas brasileiros não estão incluídos