Anatel fará consulta sobre uso de frequências de serviço de emergência


O conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou hoje, 07, a realização de uma consulta pública de texto que revisa o regulamento de uso da faixa de 148 MHz a 174 MHz. Esse espectro é utilizado por serviços de emergência, como SAMU, e comunicação por rádio por empresas públicas, como os Metrôs de São Paulo, Distrito Federal, e Supervia, do Rio de Janeiro.

Estes serviços, conforme relato do conselheiro Rodrigo Zerbone, ainda dependem de comunicação analógica nestas frequências e estariam sem orçamento para investir na migração para sistemas digitais. Pediram a prorrogação de uso da faixa e das outorgas até o final de 2020. A consulta às Proposta de Revisão do Regulamento sobre Canalização e Condições de Uso de Radiofrequências na Faixa de 148 MHz a 174 MHz ficará aberta por 15 dias.

PUBLICIDADE
Anterior A tecnologia cibernética precisa de lei que a regule, diz pesquisador
Próximos MCTIC quer garantias para o serviço de voz onde não tem competição