Anatel cria lista interativa dos celulares 5G homologados no Brasil


Crédito: Freepick
Crédito: Freepick

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) criou um espaço em seu site para apresentar a relação dos celulares 5G homologados no país. A lista é atualizada automaticamente e mostra quais modelos funcionarão nas futuras redes brasileiras de quinta geração.

O site apresenta as informações: modelo, nome comercial e fabricante dos aparelhos. Os dados são obtidos diretamente da base da Anatel e são apresentados no dia seguinte à atualização mais recente.

PUBLICIDADE

As novas redes de quinta geração do tipo 5G Standalone começam a funcionar no país até o final de junho nas capitais brasileiras.

A homologação por parte da agência indica não apenas se o celular funciona nas redes 5G locais, como garante que o dispositivo esteja alinhado às regras brasileiras de uso de radiofrequências e segurança. Além da lista interativa, a Anatel recomenta que o consumidor verifique a presença do selo de homologação Anatel no equipamento ou no manual. Pode, ainda, consultar a operadora sobre a compatibilidade do produto com sua rede.

Homologações diárias

O lista dos celulares 5G homologados na Anatel aumenta a cada mês desde a realização do leilão 5G, em novembro. Naquele mês, 21 dispositivos podiam ser utilizados nas futuras redes 5G SA que serão instaladas por aqui. Em dezembro já eram 40. E agora, em meados de janeiro, são 52.

Outros 2 aparelhos funcionam apenas nas redes 5G DSS – os aparelhos Mi 10T Pro e Mi 10T, da Xiaomi. Aparelhos lançados para operar nas redes 5G DSS poderão receber certificado para funcionar com o 5G SA. O fabricante deverá, entretanto, atualizar o software do celular para liberar a funcionalidade, caso seja compatível.

O site da Anatel aponta que a Samsung é atualmente a fabricante com mais modelos 5G homologados. Ao todo, a empresa conseguiu aval para comercializar 16 smartphones 5G no Brasil, até o momento. A Motorola foi autorizada por enquanto a vender 12 modelos. E a Apple, oito.

Nem todos os aparelhos homologados, vale lembrar, já estão sendo comercializados. Alguns ainda chegarão às lojas nas próximas semanas. Outros podem nem ser lançados, caso a fabricante reveja sua estratégia para o mercado local. Mas a obtenção da homologação é um indicador do que será vendido no país.

PUBLICIDADE
Anterior ISPs podem implantar 5G antes de grandes operadoras, prevê Abrint
Próximos Idec quer ação da ANPD contra uso de dados dos cidadãos pelos bancos