Anatel aprova novos modelos de coleta de dados setoriais


A Anatel instituiu os novos modelos de coletas de dados setoriais com o objetivo de realizar o acompanhamento econômico da prestação de serviços de telecomunicações. Foram criadas a coleta periódica de dados econômico-financeiros e técnico-operacionais das Prestadoras de Pequeno Porte (PPP); de dados de receitas, despesas e volume (tráfego e ocorrências) das operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP); e de dados econômico-financeiros e técnico-operacionais das concessionárias e das autorizadas que não se enquadrem na definição de PPP.

Os dados terão tratamento restrito e as coletas terão início no prazo de 180 dias. As Prestadoras de Pequeno Porte deverão realizar a primeira coleta até 30 de junho de 2021. As demais coletas seguirão o cronograma estabelecido nos despachos. A mesma regra vale para as empresas que não se enquadrem como PPP.

As informações das operadoras do Serviço Móvel Pessoal – receitas, despesas e volume (tráfego e ocorrências) – deverão ser reportadas a partir da entrega dos dados referentes ao terceiro trimestre de 2021, a ser realizada em novembro daquele ano. As coletas referentes aos dois primeiros trimestres de 2021 seguirão a atual estrutura de entrega de dados.

As coletas foram instituídas por meio dos seguintes despachos:

Despacho Decisório nº 30/2020/SUE – Institui a coleta periódica de dados econômico-financeiros e técnico-operacionais das Prestadoras de Pequeno Porte;

Despacho Decisório nº 31/2020/SUE – Institui a coleta periódica de dados do Sistema de Acompanhamento Econômico-Financeiro (SAEF/SAMIC), composto por receitas, despesas e volume (tráfego e ocorrências) das operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP);

Despacho Decisório nº 32/2020/SUE – Institui a coleta periódica de dados econômico-financeiros e técnico-operacionais das empresas concessionárias e das autorizadas que não se enquadrem na definição de Prestadora de Pequeno Porte.(Com assessoria de imprensa)

Anterior Anatel apreende 15,2 mil carregadores de celular piratas
Próximos TIM ampliará cobertura 5G DSS para mais 12 cidades