Anatel adia por 60 dias decisão sobre frequência da TIM e da Oi


A Anatel adiou por mais 60 dias a decisão sobre a cassação ou não das frequências de 1,8 GHz da TIM e da Oi, que perderam o prazo para o pedido de renovação. O presidente da agência, João Rezende, que pediu vista das duas matérias, requereu, nesta quinta-feira (13), mais prazo para análise.

 

 

O conselheiro Igor de Freitas, que relatou o processo da TIM, votou pela cassação da frequência, seguindo a posição da procuradoria especializada. Já o conselheiro Jarbas Valente, relator do processo da Oi, propôs a renovação da licença do uso da frequência, argumentando que não houve má-fé da operadora.

 

 

A Anatel está cautelosa com relação a essas matérias, temendo prejuízos aos milhões de clientes das duas operadoras.

PUBLICIDADE

 

 

 

Anterior Sky lança banda larga fixa em mais cinco cidades paulistas
Próximos Ericsson vai cortar custos e eliminar empregos