Anatel abre consultas de regras do TAC e bloqueadores


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Anatel abriu, nesta quinta-feira, 2, as consultas públicas com propostas de revisão do Regulamento do Termo de Ajustamento de Consulta (RTAC) e de bloqueadores de sinais. As contribuições para as duas propostas têm prazo de 45 dias, a contar de hoje.

Na proposta do RTAC, o conselheiro Moisés Moreira busca implementar mecanismos para agilizar a fase de negociação, conferir maior previsibilidade à prestadora e proporcionar maior liberdade na negociação. O prazo de negociação passa para 180 meses, período em que os Pados ficam suspensos.

PUBLICIDADE

Nesse sentido, as principais alterações preveem que o requerimento inicial seja qualificado, ou seja, instruído com maior nível de detalhamento e apresentação de mais documentos; as estimativas de multas nos processos envolvidos sejam realizadas com base em receita operacional líquida fixa; os critérios para definição do valor destinado aos compromissos adicionais fiquem claramente definidos; e o prazo para ressarcimento dos usuários seja pactuado entre as partes, garantida a correta atualização dos valores.

Já a proposta de bloqueador de sinal de telecomunicações (BSR), estabelece que os equipamentos só poderão ser usados exclusivamente por órgãos e entidades da Segurança Pública e Defesa Nacional, mediante anuência prévia da agência. Em casos excepcionais, diz a proposta do conselheiro Moisés Moreiras, aprovada por seus pares, o Conselho Diretor da agência poderá autorizar que outros órgãos da Administração Pública tenham autorização para bloquear sinais. Mas nenhuma empresa privada poderá usar os equipamentos.

PUBLICIDADE
Anterior GT da Câmara aprova texto-base do PL das fake news
Próximos Sai acórdão da decisão do STJ que retira PIS/Cofins dos serviços de roaming e interconexão