Analistas atribuem queda nas ações da Oi à reunião com credores em 26 de janeiro


As ações da Oi continuavam em queda hoje de mais de 5%, movimento atribuído por alguns analistas estrangeiros não apenas ao comportamento da bolsa de valores brasileira – puxada para baixo desde ontem com o tombo das ações da Petrobras – mas também à intenção do presidente da Oi, Bayard Gontijo, de renegociar com alguns credores cláusulas contratuais que definem um limite para o endividamento da operadora.

A Oi pretende concluir a venda da PT Portugal no primeiro semestre de 2015 e os ativos africanos na segunda metade do próximo ano, disse Bayard Gontijo em entrevista à Reuters. O dinheiro gerado através destas operações não deverá ser usado para cumprir os termos acordados com os credores, no âmbito da emissão de algumas obrigações,mas para ser usado no processo de consolidação do mercado brasileiro, reforçou o executivo.

A reunião de negociação com os debenturistas está marcada para o dia 26 de janeiro de 2015 para debaterem esta proposta. Atualmente a dívida da operadora é de R$ 47,8 bilhões (ou US$ 17, 3 bilhões).

PUBLICIDADE
Anterior Amdocs desenvolve solução para mobile banking
Próximos Claro reúne mais de mil aplicativos em tarifa única