Amazon pode virar operadora de celular nos EUA


A agência Reuters noticiou hoje, 31, que a Amazon estaria interessada em adquirir os ativos que estarão à venda como condição para a fusão da Sprint com a T-Mobile, nos Estados Unidos. 

PUBLICIDADE

Para ter a operação aprovada, as empresas ofereceram aos órgãos de controle a venda da operadora de celular pré-pago, conhecida como Boost Mobile, além de frequências em poder das duas empresas. A gigante de vendas Amazon, segundo a agência de notícias, estaria interessada nos dois pacotes.

Outras empresas também já demonstraram interesse pela operadora de pré-pago da Sprint, entre elas, a QLink Wireless e a MVNO FreedomPop.

Mas a fusão precisa receber o final verde da FCC (agência de telecomunicações) e do Departamento de Justiça. (com agências internacionais).

 

PUBLICIDADE
Anterior Bolsonaro reafirma que Correios serão privatizados
Próximos Elétricas de olho na faixa de 450 MHz