Alog inaugura data center no RJ


Com foco em demandas dos setores financeiro, óleo e gás, redes e conteúdo digital, a Alog Data Centers do Brasil inaugura o seu segundo site no Rio de Janeiro, localizado na Zona Norte. Com investimento já realizado de R$ 40 milhões e previsão de aporte adicional de R$ 85 milhões em duas novas fases, o …

Com foco em demandas dos setores financeiro, óleo e gás, redes e conteúdo digital, a Alog Data Centers do Brasil inaugura o seu segundo site no Rio de Janeiro, localizado na Zona Norte. Com investimento já realizado de R$ 40 milhões e previsão de aporte adicional de R$ 85 milhões em duas novas fases, o DC é o único Tier III na cidade, certificação que atesta capacidade de funcionamento de 99,982% do tempo durante todo o ano. Além disso, será o maior do estado, com 15 mil m² e área especialmente projetada para data center contêiner e instalação de antenas.

“Eventos como a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016 exigirão que as empresas do mundo inteiro tenham presença local e expandam rapidamente sua infraestrutura de TI, seja para aproveitar as oportunidades de negócios ou suportar o volume de tráfego de dados. Nós vemos uma excelente oportunidade para atender ao setor financeiro e às indústrias de rede e conteúdo entre os clientes internacionais. E estamos preparados para apoiar qualquer vertical com o novo site”, afirma Eduardo Carvalho, presidente da Alog. “Pensando nesse cenário, o novo espaço também foi projetado com espaço dedicado a data center contêiner, assim, a Alog poderá receber, com qualidade, essas infraestruturas temporárias”, conclui.
 
Além de seguir os padrões internacionais da Equinix, que garantem alto nível de redundância e conectividade, o data center também foi projetado com base em conceitos de sustentabilidade. “O consumo de água, energia e a redução da emissão de CO² foram questões priorizadas. Os equipamentos instalados utilizarão o mínimo dos recursos naturais e o edifício conta, inclusive, com um sistema de captação de água de chuva. Com essas iniciativas, reduziremos em pelo menos 70% o consumo de água e 10% o consumo de energia”, acrescenta o executivo.
 
O novo site terá capacidade para 1.200 racks – 320 deles já serão entregues na inauguração. Além disso, ele oferece a possibilidade de expansão dos ambientes para os clientes que já estão hospedados no site da Alog em Botafogo. A conexão entre os DCs será feita por fibra apagada e caminhos distintos, o que garante a redundância em casos extremos de indisponibilidade de uma das fibras. A expectativa é que a primeira fase esteja totalmente ocupada em 18 meses. (Fonte: assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Unisys prestará serviços de TI para a Secretaria da Fazenda de Pernambuco
Próximos CPqD conquista Prêmio Finep de Inovação