PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Internacional

Aliança de operadoras busca parcerias com startups de realidade estendida

Com foco no investimento em negócios inovadores, Alaian, associação que inclui Telefónica e outras sete teles, procura startups com casos de uso relacionados a diversas aplicações digitais; Qualcomm também participa do projeto
Alaian e Qualcomm buscam startups de realidade estendida
Startups de realidade estendida selecionadas devem trabalhar ao lado das operadoras, indica Alaian (crédito: Freepik)

A Alaian, aliança de empresas de telecomunicações com foco no investimento em startups, anunciou, nesta sexta-feira, 7, uma chamada global para firmar parcerias com empresas inovadoras que atuam no campo de realidade estendida (XR).

A iniciativa, realizada em parceria com a Qualcomm, busca encontrar startups com casos de uso relacionados a metaverso, videogames, entretenimento educativo, indústria e manufatura, logística, varejo, conectividade, redes, dispositivos e plataformas virtuais, além de outros serviços associados à economia digital.

Na prática, as startups selecionadas terão acesso aos recursos disponibilizados pelas teles que compõem a aliança (Telefónica, Bouygues Telecom, Cellnex, KPN, MTN, NOS, STC e Wind Tre), como acesso a redes de contatos e infraestrutura de conectividade, além de poderem receber injeção de capital por parte de algumas das empresas.

“As startups de realidade estendida selecionadas por Alaian e Qualcomm poderão ter acesso a benefícios exclusivos, como o acesso a uma rede de 700 milhões de clientes com presença em mais de 50 mercados oferecidos pelas telcos, além dos kits de desenvolvimento Snapdragon Spaces XR Developer Platform, oferecidos pela Qualcomm”, destaca a aliança, em comunicado.

Segundo a associação de operadoras, a realidade estendida está transformando vários setores e mudando a forma como as pessoas interagem nos ambientes físico e digital. Por isso, decidiu lançar a iniciativa em parceria com a Qualcomm, fabricante de processadores e chipsets para dispositivos eletroeletrônicos.

“Temos centros de pesquisa e desenvolvimento de realidade estendida (XR) em muitos países da Europa e nosso principal objetivo é permitir que as startups tenham sucesso criando aplicativos imersivos de maneira mais rápida, fácil e econômica”, diz, em nota, Douglas Vaz Benítez, diretor sênior de Desenvolvimento de Negócios da Qualcomm Europa.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS