Aliança criada no Fórum Econômico Mundial vai combater a desigualdade digital


PUBLICIDADE

O Fórum Econômico Mundial lançou hoje, 28, a Aliança EDISON, iniciativa que tem por objetivo defender entre governos do mundo todo a criação de políticas de inclusão social. A Aliança terá participação de diversos setores da economia além do de telecomunicações.

A iniciativa será comandada por um conselho multissetorial. Hans Vestberg, presidente e CEO da Verizon, será o presidente da Aliança e do conselho. O corpo de diretores terá ainda Paula Ingabire, Ministra de TIC e Inovação de Ruanda, Ajay Banga, Presidente Executivo da Mastercard, Shobana Kamineri Vice-Presidente Executivo da Apollo Hospitals e Robert F. Smith, fundador, Presidente e CEO da Vista Equity Partners.

O Fórum Econômico Mundial servirá como secretariado e plataforma para a Aliança. Um grupo mais amplo de líderes aconselhará e apoiará o movimento. Entre os quais estão Ruth Porat, a CFO da Alphabet (Google), Thomas Barlett, CEO da American Tower, Börje Ekholm, presidente da Ericsson, Mats Granryd, diretor geral da GSMA, Pekka Lundmark, CEO da Nokia, Cristiano Amon, presidente da Qualcomm, entre outros.

“É a primeira vez que tantos líderes de tantos setores estão se unindo, dos setores público e privado, para acabar com a exclusão digital”, disse Derek O’Halloran, chefe de Economia Digital e Plataforma de Criação de Novo Valor do Fórum Econômico Mundial.

Segundo ele, é fundamental acelerar a expansão da infraestrutura digital e a implantação da banda larga para a recuperação econômica e redução das desigualdades. “É fundamental agirmos juntos e rapidamente”, conclui. Em 2021, a Aliança quer agir para aumentar a inclusão digital em serviços de saúde, educação e financeiros.

Anterior Ericsson defende leis mais duras para a segurança cibernética
Próximos Conselho da Anatel analisa edital do leilão 5G na próxima segunda, 1º de fevereiro