Acaba o bloqueio ao Telegram


Fim do bloqueio ao Telegram no domingo, 20. Crédito-Freepick
O STF mandou revogar no fim da tarde de domingo o bloqueio a mídia social. Crédito-Freepick

Acabou o bloqueio ao Telegram após o cumprimento de todas as determinações  estabelecidas pelo Supremo Tribunal Federal, o ministro Alexandre de Moraes revogou, no final da tarde do domingo, 20, a decisão que impedia o seu  funcionamento Brasil.

Moraes havia acolhido o pedido da Polícia Federal e determinado à Anatel que mandasse todos os provedores de internet  bloquearem o funcionamento da rede no país. A previsão era de que o bloqueio fosse efetivamente iniciado a partir de hoje, segunda-feira, e, com o fim da ordem, na prática acabou não ocorrendo o fim do acesso aa mídia,  para a maioria dos usuários de telecomunicações brasileiros.

PUBLICIDADE

Entre as medidas determinadas por Moraes, e que teriam sido inteiramente cumpridas pelo site estavam presentes:

  • Exclusão da publicação de um link do presidente Jair Bolsonaro, no qual ele quebrava o sigilo de um inquérito da PF sobre ataque de hacker no Tribunal Superior Eleitoral. O presidente está sendo investigado por conta dessa divulgação.
  • Bloqueio do canal Claudio Lessa, servidor da Câmara dos Deputados e bolsonarista
  • Indicação de representante no país, que passa a ser o advogado Alan Campos Elias Thomaz
  • Informação de todas as providências adotadas para o o combate a desinformação e divulgação de notícias falsas no canal.

Além de excluir os perfis e links, o Telegram irá fazer um monitoramente manual dos 100 canais mais populares diariamente. E quem criar fake news não poderá criar novos caais. Ainda, todos os perfis relacionados ao blogueiro Allan dos Santos, foragido, foram bloqueados, informou a empresa.

O documento enviado ao STF com as garantias foi assinado pelo fundador do site, Pavel Durov, com pedido de desculpas

PUBLICIDADE
Anterior TIM ativa seu core de rede 5G SA, mas com uso restrito
Próximos TIM anuncia parceria com a Apple