PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Mercado

ABDI, WEG, Claro e Ericsson iniciam testes com 5G “puro” na indústria em dezembro

Experimentações na fábrica da Weg, em Santa Catarina, começam em dezembro; conjunto de protocolos determina mínimo para comunicação URLLC. Claro fornece a rede, e a Ericsson, os equipamentos 5G.

ABDI e WEG/V2COM ampliam parceria para testes do 5G com base no Release-16

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) anunciou, nesta quinta-feira, 24, a continuidade de testes do 5G na planta da Weg, agora com base no Release-16 (5G ‘puro’), conjunto de protocolos que determina mínimo necessário para se estabelecer uma URLLC (comunicação ultra confiável e de baixa latência). As experimentações ocorrerão com operação da Claro e equipamentos da Ericsson.

Esta é a segunda fase de testes. Na primeira, iniciada em novembro de 2020, a conectividade foi testada no Release-15.

Para Igor Calvet, presidente da ABDI,  o Release-16 “não apenas aprimora a sólida base tecnológica do Release-15, mas contribui de modo significativo para a melhoria do desempenho e da eficiência do sistema 5G”.

De acordo com a agência, esta segunda fase de testes vai validar as aplicações relacionadas às características CoMP (Coordinate Multi-Point) e URLLC, onde o CoMP permite conexões com várias estações base ao mesmo tempo e o URLLC viabiliza a comunicação ultra confiável e de baixa latência.

Outro objetivo as experimentações do 5G no Release-16 é o de confirmar as melhorias incrementais ao standalone trazidas no novo conjunto de protocolos, ao detalhar como a tecnologia pode acessar frequências abertas para ampliar a largura de banda e ao trazer especificações que garantem a possibilidade de localização de um objeto, com margem de erro de 3 a 10 metros.

Os parâmetros que constam no release dizem respeito a especificações para sensores, direção autônoma, direção remota e aplicações industriais móveis.

A expectativa da ABDI é de que os testes gerem indicadores sobre o desempenho de redes privativas 5G nas soluções de IoT, assim como qual é o ponto de equilíbrio  em termos de custo-benefício  da nova tecnologia.

A Agência prevê disponibilizar os indicadores à sociedade e à Anatel, que acompanhará a execução, para colaborar com os projetos em desenvolvimento.

De acordo com o diretor de marketing da WEG/V2COM, Daniel Marteleto, a empresa pretende utilizar os testes para aprimorar equipamentos e fornecer soluções à indústria. (Com assessoria de imprensa)

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Chatbot com IA da Mundiale automatiza vendas dos ISPs em até 84%
ISPs ainda podem contar com envio automatizado de boleto com régua de cobrança para reduzir a inadimplência e com gerenciamento fim-a-fim.