A agenda do médico do século 21


O Tele.Síntese está publicando aqui as reportagens do Anuário Tele.Síntese de Inovação 2018. Abaixo, leia o case da Doctoralia, terceira colocada no Prêmio Anuário Tele.Síntese de Inovação na categoria Desenvolvedores de Apps e Conteúdo.

A agenda do médico do século 21

Por Solange do Espírito Santo

PUBLICIDADE

Com 9 milhões de usuários únicos e mais de 200 mil consultas agendadas por mês, a Doctoralia não para de crescer no país. A plataforma desenvolvida pela espanhola Doctoralia, do grupo europeu DocPlanner, é um serviço online e gratuito para marcar consultas médicas e esclarecer dúvidas sobre questões de saúde com especialistas. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

A empresa está presente em 15 países e, no Brasil, iniciou a operação em 2009, a distância. Em 2017, instalou um escritório em Curitiba (PR), que já responde por uma fatia de cerca de 30% das operações mundiais, tanto em faturamento quanto em número de usuários.

O diretor-executivo da Doctoralia no país, Carlos Lopes, credita o rápido crescimento às facilidades de navegação na plataforma e, em especial, à credibilidade e humanização do serviço. “Muito da reputação da Doctoralia foi construída graças às informações confiáveis que disponibilizamos ao público e da relação de confiança estabelecida entre profissionais e pacientes”, explica.

Ele lembra que na nova economia há fácil acesso a serviços de hospedagem, transporte e alimentação. “No setor de saúde até então não havia essa facilidade. Para o médico, dentista, psicólogo, nutricionista, aderir às ferramentas de e-health também é essencial para se ter um canal de comunicação rápido e eficiente. A Doctoralia preenche essa lacuna”, garante Lopes.

A plataforma tem espaços para perguntas, troca de opiniões e busca segmentada por especialistas, que também podem ser refinadas por planos de saúde. Para os profissionais de saúde, a Doctoralia oferece o software DocPlanner, ferramenta para o gerenciamento de pacientes, ampliando a presença online e melhorando a eficiência das consultas. Atualmente, há mais de 600 mil profissionais cadastrados em todo o território nacional.

O diretor-executivo destaca ainda a agilidade para a marcação das consultas pelo aplicativo. “Se uma pessoa tiver um problema de saúde durante a madrugada, ela tem, na palma da mão, a possibilidade de buscar o especialista e agendar a consulta naquele momento, sem precisar esperar até 8h ou 9h da manhã para procurar um médico”, informa.

Além disso, pelo sistema é possível marcar uma consulta em prazo de um a cinco dias, enquanto por telefone a média para se conseguir horário com especialistas pode variar de três a quatro semanas. “A plataforma prioriza o usuário, porque procuramos, acima de tudo, atender ao anseio por um atendimento mais humanizado e rápido”, assegura Lopes.

Pelo DocPlanner, os profissionais gerenciam seus consultórios, clínicas e centros de saúde, reduzindo custos e otimizando o trabalho de secretárias. O sistema permite melhorar a relação médico-paciente, com o cumprimento da agenda e horários de consulta. “Com a tecnologia oferecida, reduzimos também o no show, porque o usuário pode cancelar sua consulta pelo aplicativo e as clínicas têm a possibilidade de enviar informações por SMS ou WhatsApp para oferecer antecipação de horário a outros pacientes”, destaca o diretor-executivo.

A adesão de profissionais ao Doctoralia também é gratuita no perfil básico do sistema. Para isso, basta informar o número de registro no conselho de classe e, uma vez que os dados sejam comprovados, o acesso é liberado. Depois, é feito o acompanhamento de todos os feedbacks dos pacientes e de tudo o que acontece na plataforma.

“Através da tecnologia, oferecemos aos profissionais de saúde uma forma de rentabilizar pacientes atuais e novos pacientes, porque aumentamos a chance dele ser encontrado, pois a Doctoralia está muito bem posicionada nos sistemas de busca”, comenta Lopes.

Além do cadastro gratuito e simples, há dois planos, com pagamento mensal. O Premium põe à disposição um assessor especializado e, além da agenda de consultas, ele passa a ser mais acessado na busca interna. “Neste plano, o profissional pode manter relação com os pacientes por SMS e e-mail. Com isso, tem facilidade para fazer campanhas de marketing digital para fidelizar clientes. Com um acréscimo em valores inferiores aos cobrados pelo mercado, oferecemos também websites aos profissionais”, explica o executivo. Já o plano First Class é direcionado aos grandes centros, com muitos profissionais. Neste caso, eles aparecem nas páginas principais da Doctoralia e nas ferramentas de busca. Os profissionais inscritos nessas duas modalidades formam a rede que vai responder às demandas dos usuários na sessão “Pergunte ao Especialista”, podendo haver a validação de outros especialistas.

“Esse serviço contribui para construir uma fonte segura e confiável sobre saúde na internet, que está cheia de notícias falsas e informações perigosas”, afirma o diretor-executivo. Com o sucesso no Brasil, a equipe que hoje conta
com mais de 200 pessoas responsáveis também pela operação do sistema no Chile e Peru. Chegou ao final de 2018 com 55 milhões de usuários únicos. “A experiência mostra que, depois do primeiro acesso, o brasileiro não deixa mais o sistema. Isso explica o nosso crescimento”, assegura Lopes.

Anterior Plataforma para criar chatbots em várias línguas
Próximos Protagonismo nas tecnologias do futuro