Proposta do relator Moisés Moreira é negar a entrada da Algar no processo, mas autorizar a Superintendência de Competição a considerar argumentos contrários à venda da Oi Móvel. Vicente Aquino pediu vistas, mas sinalizou concordar com a proposta.

Algar Telecom convoca acionistas para aprovação da proposta de compra da Vogel Telecom. Reafirma que negócio se paga somente em sinergias. Além disso, permitirá a entrada em novos mercados e vai ampliar a carteira de clientes B2B.

A oferta está sendo lançada para toda a sua área de concessão. Algumas localidades serão contempladas a partir da segunda quinzena de julho.

Com acordo, Algar venderá serviços de hosting e colocation baseados nos data centers da Ascenty

Para o órgão antitruste, não há possibilidade de fechamento do mercado de infraestrutura em decorrência da operação, também não há preocupação em termos de concentração em função das baixas participações de mercado detidas pelas empresas

Conselheira Paula de Azevedo propõe, no entanto, que o Cade faça um estudo aprofundado sobre RAN Sharing, seu impacto na competição no segmento móvel, riscos de coordenação entre os envolvidos e de redução dos investimentos pelas operadoras em função de tais contratos.

Projeto prevê que a Claro vai utilizar pelo menos 81 estações da Vivo, além do espectro nos mesmos locais. Algar diz que parceria reduz a competição, facilita a troca de informações entre as empresas e o “exercício de poder coordenado”. Nem Claro, nem Vivo, se manifestaram.

Em nova manifestação, Algar pede ao Cade suspensão da venda dos ativos móveis da Oi às rivais Claro, TIM e Vivo até julgamento final na autarquia. Defende anulação da venda e abertura de processo para apuração de práticas anticompetitivas. Rivais não comentam.

Segundo Márcio de Jesus, empresa vai disputar lotes de frequência em sua área de concessão

Operadoras pediram à agência para implantar backhaul óptico em localidades sem fibra apenas depois que houver atualização da lista do PGMU V. Anatel diz, porém, que empresas não precisam esperar para atender locais onde a falta de rede é “incontroversa”.