5G da Claro chega com o máximo de velocidade que a tecnologia pode oferecer


O 5G da Claro vem com muita velocidade
Segundo José Félix, presidente da Claro Brasil, o 5G levará todo o potencial da fibra dentro de casa para as ruas. Crédito-Divulgação

O 5G da Claro  chegará às capitais brasileiras com o máximo de velocidade que a tecnologia pode oferecer. A operadora anunciou hoje, 30, como será a sua oferta do serviço,  abusando do que tem de mais valioso: uma grande quantidade de espectro, que será todo direcionado para aumentar a qualidade e a velocidade do novo serviço.

A operadora lançará o serviço em Brasília, quando a Anatel autorizar o seu funcionamento, na próxima semana, já com agregação de portadoras, unindo as frequências de 3,5 GHz com a de 2,3 GHz, adquiridas no leilão do ano passado. Com isso, estarão disponíveis para o 5G nada menos do que 150 MHz (100 MHz da faixa de 3,5 GHz e 50 MHz da faixa de 2,3 GHz). Quanto mais frequência disponível, mais velocidade e mais capacidade de dados trafegarem. O da Claro já atinge 2 GB de velocidade.

PUBLICIDADE

“Estamos dando um salto, com uma rede bastante superior, para ampliar a experiência do cliente”, afirmou Paulo César Teixeira, presidente da Unidade de Consumo da companhia. Segundo ele, a decisão da empresa é a de otimizar investimentos, e, por isso, em todas as cidades onde a Claro vai lançar o 5G, deixará de investir na rede legada, a de 4G, unindo as duas frequências para a tecnologia mais moderna.

Conforme o executivo, no futuro, se o consumo por dados aumentar, a empresa ainda irá agregar mais 20 MHz da faixa de 2,1 GHz. Segundo Teixeira, a opção por oferecer mais banda se justifica devido ao comportamento dos usuários que já têm celular 5G na base na operadora. ” Os dois milhões de clientes com 5G que estão em nossa base já consomem o dobro de dados em relação à tecnologia 4G”, afirmou. Conforme Teixeira, todos os clientes da Claro que já tiverem um celular 5G passarão para as novas bandas automaticamente.

Para o CEO da Claro Brasil, José Félix, ainda não se conhece todo o potencial da tecnologia, mas já se tem uma ideia da transformação que ela vai promover em toda a sociedade. ” O 5G vai levar para as ruas e para qualquer lugar todo o potencial que a fibra oferece dentro de casa”, afirmou.

O anúncio do serviço não pôde ser associado ao início da comercialização no Distrito Federal, porque a Anatel ainda não deu a autorização necessária. “Sei que todos querem ligar as capitais o mais rápido possível, mas a minha responsabilidade é a de liberar o 5G com toda a segurança possível”, disse o conselheiro Moisés Moreira na festa da operadora. Mas ele antecipou que a sua expectativa é de que o 5G seja comercialmente lançado em Brasília na próxima semana.

Habilitadora

Inicialmente, o 5G da Claro estará disponível no Plano Piloto, Lago Sul e Lago Norte, mas, até o final do ano, deverá alcançar diferentes cidades satélites. ” A nossa área de cobertura é muito maior do que a obrigação do leilão”, afirmou Teixeira.

Enquanto a Claro vai direcionar a sua estratégia para o consumidor individual, a Embratel vai se dedicar a ser a “habilitadora digital” para as corporações de todos os segmentos industriais. Segundo José Formoso, presidente da Embratel, a operadora pretende até mesmo construir as redes privativas para as empresas. E anunciou o primeiro contrato de rede privativa com o grupo Gerdau, para a construção de uma rede LTE/5G na maior siderúrgica da empresa em Minas Gerais.

Para Márcio Carvalho, diretor de Marketing da operadora, essa “será uma oportunidade de ouro para o Brasil retomar a competitividade global” e, para isso, o serviço precisa ser lançado. ” A Claro aguarda ansiosa o sinal verde da largada”, completou.

PUBLICIDADE
Anterior Anatel realiza workshop sobre direitos dos consumidores
Próximos Robocall e Anatel: como a Khomp está ajudando os Contact Centers