3,5 GHz é o espectro mais licenciado para 5G no mundo


Dados da Global Suppliers Association (GSA), entidade que reúne fornecedores de equipamentos para redes móveis, indicam que o espectro de Banda C é o mais licenciado no mundo para uso em redes 5G. Neste mês, a associação constatou a existência de 178 operadoras em fase de implantação, de licenciamento ou de testes na faixa.

A entidade adota o critério europeu de Banda C, pelo qual esta vai dos 3,3 GHz a 4,2 GHz. E segundo seus dados, nenhuma outra banda tem tantas redes 5G em fase de implantação ou licenciamento neste instante. No caso, maior parte das redes estão sobre as bandas n77 e n78, que formam os 3,5 GHz a serem vendidos pela Anatel no próximo leilão de frequências brasileiro.

PUBLICIDADE

A GSA afirma que os 3,5GHz também estão bem servidos de dispositivos compatíveis. Neste mês, chegou-se ao número de 117 smartphones compatíveis com tal espectro, 27 CPEs (roteadores domésticos), e 23 módulos registrados mundo afora.

Depois dos 3,5 GHz, as ondas milimétricas são o espectro mais demandado para novas redes 5G. Ao menos 127 operadoras no mundo já investem nessas bandas, que vão de 24,2 GHz a 29,5 GHz. Os aparelhos compatíveis, no entanto, são apenas 32, sendo 17 smartphones e 8 CPEs. Ao menos 32 fabricantes de smartphones lançaram ou pretendem lançar dispositivos 5G, e 54 fabricantes de CPEs também planejam entrar na onda.

Conforme dados reunidos pela 5G Américas, outra associação que reúne indústria e operadoras do continente, há no mundo 114 redes 5G em funcionamento, enquanto há 335 redes 4,5G (LTE Advanced) e 682 redes 4G (LTE). Na América Latina a entidade contabiliza 10 redes 5G, 49 4,5G e 125 4G, com base em levantamento da consultoria TeleGeography.

Anterior Amazon entra oficialmente na disputa do mercado de games em nuvem
Próximos Huawei vai implantar 12 laboratórios para formar técnicos em telecom