ZTE vai investir US$ 100 milhões para instalar fábrica em São Paulo


A gigante chinesa ZTE escolheu o estado de São Paulo para instalar uma fábrica para produzir equipamentos de infraestrutura para redes UMTS e LTE, além de dispositivos móveis e minimodems para acesso móvel. “Ainda estamos em negociação mas em três meses deve estar tudo definido”, informou Eliandro Ávila, presidente da ZTE no Brasil, em coletiva de imprensa realizada hoje durante a Futurecom para anunciar o lançamento de novos modelos de terminais no Brasil. Os investimentos, segundo ele, devem ultrapassar US$ 100 milhões e a unidade brasileira vai atender ao mercado interno e aos demais países da América Latina.

No mercado brasileiro desde 2007, a empresa tem hoje escritórios em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Brasília e está expandindo sua presença para mais três capitais: Belo Horizonte, Salvador e Curitiba. Com equipamentos e soluções de rede para quase todos os setores wireline, wireless, serviços e terminais, a ZTE foi a principal fornecedora de terminais CDMA para a Vivo. Também fornece terminais para o serviço de voz Livre da Embratel e está, agora, tentando consolidar sua participação no mercado brasileiro de aparelhos celulares. Até o primeiro trimestre de 2011 lançará seis novos modelos no mercado (hoje comercializa cinco aparelhos, via operadoras e varejo), incluindo o primeiro tablet de seu portfólio, que será lançado mundialmente em novembro, na Áustria. No Brasil, o tablet  V9 deve chegar em janeiro e ainda não há preço definido, mas os executivos asseguram que será competitivo.

Com tela de 7 polegadas, o tablet terá sistema para chamada de voz e acesso a internet pela rede 3G, com velocidade de download de até 7,2 Mbps e de até 5,76 Mbps para upload; além de câmara com 3 Mpixels para videochamada e sistema operacional Android 2.1. “Não sabemos ainda como será a reação do mercado brasileiro por tablet, mas apostamos na demanda”, comentou Bernardo Weisz, diretor comercial da ZTE no Brasil.

Weisz anunciou ainda o lançamento, também para o início de 2011, do smartphone V880, também com sistema operacional Android (será o segundo modelo com o Android no mercado brasileiro, onde já comercializa o X850, com rede 3G, na faixa de R$ 699 para pré-pago). Dos novos modelos anunciados hoje, dois chegam até o final do ano: o ZTE N281 (um aparelho mais simples) e o ZTE F160, com conexão 3G, recursos multimídia e freqüência quadri-band. Os demais modelos estarão comercialmente disponíveis no primeiro trimestre de 2011.
 
Mercado de modem

Líder no mercado brasileiro de modem 3G, a ZTE promete para 2011 também um novo modelo de minimodem, compatível com a tecnologia HSPA+, que permite velocidade de até 7.2 Mbps. Segundo Ávila, a empresa deve encerrar 2010 com 4 milhões de unidades comercializadas no Brasil, entre modems e terminais (em 2009, foram 2,5 milhões de unidades vendidas no país). Para 2011 a expectativa é de que as vendas aumentem entre 20% a 30%.

Anterior Nokia Siemens vai investir 15 milhões de euros em centro no Brasil
Próximos NET espera retomada de licenças de TV a cabo para crescer no Nordeste