ZTE realiza testes com sistema pré-5G


A ZTE afirma ter realizado um teste pré-comercial com um novo sistema capaz de multiplicar a capacidade de redes móveis sem, no entanto, alterar a necessidade de espectro utilizado. A empresa afirma ter triplicado a capacidade máxima de transmissão de dados. Fora do pico, a transmissão teria ficado, em média, cinco vezes mais alta que as obtida por estações radiobase comuns (4G).

A nova estação une tecnologia “multiusuário e multifaixas” a uma estação MIMO (múltiplas entradas e saídas, na sigla em inglês), e usaria apenas uma banda de frequência. “Por ser uma tecnologia pré-5G, o MIMO Massivo da ZTE oferece avanços consideráveis sobre o 4G sem modificar as interfaces aéreas”, diz Xiang Jiying, cientista chefe da empresa. O teste de transmissão de dados foi realizado com smartphones 4G na ponta do usuário.

A estação usa chipset desenvolvido pela própria ZTE. Tem 128 antenas, mas tem tamanho equivalente a uma ERB com oito antenas. Segundo a empresa, a área total da estação com a tecnologia, integrando-se os componentes de radiofrequência, antenas e base ocupa um terço do espaço de uma ERB 3G.

O 5G é visto como a solução para incrementar a transmissão de dados sem fio e lidar com a alta demanda surgida com aumento das vendas de dispositivos conectados à internet das coisas. Nas Américas, Europa e Ásia existem iniciativas conjuntas para desenvolvimento da tecnologia e acelerar sua implantação. A meta é que operadoras tenha redes de quinta geração, operacionais, até 2020. (Com assessoria de imprensa)

Anterior AT&T compra a Nextel do México e NII diz que venda fortalece operação brasileira
Próximos Paraná terá nova fábrica de cabos ópticos