Zeinal Bava terá de pagar R$ 200 mil à CVM


zeinal-bava-3eb0O ex-presidente da Oi, Zeinal Bava, terá de pagar multa de R$ 200 mil à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O órgão regulador do mercado financeiro entendeu que Bava divulgou à imprensa informações durante período de silêncio, em 2014.

Na época, ele deu entrevista a veículos de imprensa na qual antecipou os resultados que seriam obtidos pela Oi ao se fundir com a Portugal Telecom. Os principais pontos da operação seriam deliberados pelos acionistas em assembleia geral extraordinária (AGE) apenas no dia seguinte à entrevista – ao mesmo tempo, a CVM ainda avaliava o pedido de registro de oferta de ações da Oi, que levantaria o capital usado para a compra.

Por regulamento da CVM, executivos não podem se manifestar sobre projetos em avaliação pelo órgão a fim de não influenciar deisões de potenciais investidores. Bava disse que a fusão reduziria a alavancagem do grupo e criaria valor aos acionistas. A CVM entendeu que essas declarações “tinham condão de influenciar potenciais investidores”. A Oi informa que não vai comentar o caso.

Vale lembrar que nenhuma das declarações de Bava se concretizou. A fusão entre Oi e PT resultou em aumento do endividamento da concessionária, revelou um esquema de compra de títulos de alto risco pela Portugal Telecom sob conhecimento do executivo, e derrubou o valor de mercado da Oi, que apenas dois anos depois pediu recuperação judicial com endividamento recorde.

Anterior Prejuízo da Claro aumenta 7,4% no primeiro trimestre
Próximos Eutelsat define novo CEO para operações na América Latina