WiMAX: prefeituras licitam a rodo.


Atualmente, no país, há, pelo menos, 47 editais de administrações municipais na praça, em diferentes estágios. Além de pedidos de propostas (RFPs) de grande porte de operadoras. Fora isso, algumas implementações seguem seu curso, como a da Secretaria de Segurança Pública de Belo Horizonte (MG), que finaliza a montagem de rede de acesso na freqüência …

Atualmente, no país, há, pelo menos, 47 editais de administrações municipais na praça, em diferentes estágios. Além de pedidos de propostas (RFPs) de grande porte de operadoras. Fora isso, algumas implementações seguem seu curso, como a da Secretaria de Segurança Pública de Belo Horizonte (MG), que finaliza a montagem de rede de acesso na freqüência de 4,9 GHz, com 150 sites interligando delegacias com WiMAX fixo Alvarion, além de backbone em 10,5 GHz.

Segundo fontes ligadas ao projeto, o plano da Secretaria é ampliar a rede e colocar pontos de monitoramento de imagem. E expandir a rede de BH, e levar WiMAX também para o interior de Minas. Esse projeto é importante para a Alvarion e seu parceiro de integração, a FTD, porque poderá servir de modelo de referência para outras polícias interessadas, como as de Curitiba (PR) e de Santa Catarina, que só estariam esperando pelo ok de Belo Horizonte para tocar seus próprios projetos.

Já a licitação da prefeitura de Cuiabá (MT), para mais de 150 rádios, que se arrasta há vários meses, inclusive por causa de tentativas de impugnação feitas pela Siemens Enterprise, deve abrir as propostas comerciais dos licitantes na próxima quinta-feira, 30 de novembro. Entre as técnicas, com exigências de throughput NLOS (Non Line of Site, ou, sem linha de visada, o que é possível na modulação OFDM), a escolhida foi a Alvarion. Nesse edital, os parceiros de integração do fornecedor são FTD e Damovo.

O 2,5 GHz vem aí

A Neovia, provedora de serviços Wi-Fi nos hot spots de sua rede espalhada por aeroportos, hotéis e outros pontos do país, já usa equipamentos Alvarion nas freqüências de 2.4 e 5.8 GHz. Até agora, em 3,5 GHz, a Neovia trabalhava com o Breeze Access XL, e a expansão da rede WiMAX será feita com o Breeze MAX 3.500, conta Ginaldo Pereira, gerente-geral da Alvarion no Brasil.

No primeiro trimestre de 2007, informa Pereira, a Alvarion lançará o Breeze MAX 2.500, para operar em 2.5 GHz, banda com “potencial interessante” de mercado, diz ele, acrescentando que devem ser realizados testes no começo do ano. Entre os interessados na freqüência estão empresas de cabo e operadoras de telecomunicações, entre outros.

Anterior A fiscalização de acordo comercial e os sinais trocados da Anatel
Próximos Concessionárias pedem adiamento do TAP