WiMAX cresce, mas não anima fabricantes.


Relatório produzido pela empresa de consultoria norte-americana In-Stat aponta para a  possível desistência de outros fabricantes da tecnologia WiMAX. Recentemente, a Nortel, concordatária, anunciou que estava deixando o desenvolvimento desta tecnologia. Para a empresa, os vendors que estão se movimentando lentamente do padrão fixo (802.16d) para o padrão móvel (802.16e) são os que poderão desistir do …

Relatório produzido pela empresa de consultoria norte-americana In-Stat aponta para a  possível desistência de outros fabricantes da tecnologia WiMAX. Recentemente, a Nortel, concordatária, anunciou que estava deixando o desenvolvimento desta tecnologia. Para a empresa, os vendors que estão se movimentando lentamente do padrão fixo (802.16d) para o padrão móvel (802.16e) são os que poderão desistir do projeto.

Conforme a consutoria, embora as receitas das estações rádiobases de WiMAX tenham crescido 137,9% em 2008, e as projeções apontem para 85 milhões de usuários com essa tecnologia no final de 2013, as receitas continuam bem aquém as das tecnologias voltadas para as infraestruturas de telefonia celular. (Da redação )

Anterior TVA adere à web 2.0
Próximos A nacional Senior Sistemas cresce acima do mercado e planeja aquisições