WiMAX: Anatel conclama Abrafix e TelComp a mudarem de posição.


O conselheiro da Anatel, José Leite Pereira Filho, conclamou hoje, 27 de março, durante o 1º Wireless Mundi, promovido pela Momento Editorial, a Abrafix e a TelComp, as duas entidades que brigam na justiça contra o edital de licitação do WiMAX, a reverem a sua posição e apresentarem uma proposta à agência que possibilite a …

O conselheiro da Anatel, José Leite Pereira Filho, conclamou hoje, 27 de março, durante o 1º Wireless Mundi, promovido pela Momento Editorial, a Abrafix e a TelComp, as duas entidades que brigam na justiça contra o edital de licitação do WiMAX, a reverem a sua posição e apresentarem uma proposta à agência que possibilite a retomada da licitação. "Nessa briga, quem perde é a sociedade brasileira", afirmou.

Leite salientou que a proibição às concessionárias locais de comprarem
freqüências em suas próprias regiões não é uma novidade desse edital,
questionado na Justiça, pois essa restrição já estava prevista na primeira
licitação. Para a Anatel, explicou Leite, é fundamental estimular a competição no acesso local, que é ainda o mais frágil mercado em todo o mundo. Leite assinalou que, por isso, os reguladores buscam criar assimetrias regulatórias em favor das entrantes, o que não é diferente no Brasil.

Mas o conselheiro admitiu, no entanto, que poderão ser analisados outros mecanismos para garantir o ingresso de novos competidores, como o unbundling ou prazos de carência para as incumbents. "Nas pequenas cidades, não tem sentido impedir que as concessionárias façam os investimentos necessários e prestem esse serviço. Mas, nos grandes centros urbanos, o fundamental é que sejam criadas assimetrias a favor das entrantes," assinalou Leite.

Anterior Anatel decide amanhã o prazo da consulta pública das sobras de freqüências do SMP
Próximos Cisco sugere que telcos sejam operadores de rede dos municípios