Vivo Zap: 3G pela metade do preço.


A Vivo vem reduzindo os preços dos serviços para a rede EV-DO, padrão de terceira geração (3G) para transmissão de dados em sistemas celulares, que funciona como uma evolução do padrão CDMA, utilizado pela operadora. O EV vem de evolution (do inglês), que significa evolução, e DO (Data Only) é de somente dados. Os serviços …

A Vivo vem reduzindo os preços dos serviços para a rede EV-DO, padrão de terceira geração (3G) para transmissão de dados em sistemas celulares, que funciona como uma evolução do padrão CDMA, utilizado pela operadora. O EV vem de evolution (do inglês), que significa evolução, e DO (Data Only) é de somente dados. Os serviços de terceira geração da operadora são o Vivo Play, em que o usuário pode acessar conteúdos de vídeo, fazer downloads de imagens e músicas, e o Vivo Zap, serviço de banda larga móvel, semelhante ao acesso via cabo ou ADSL, mas  para conectividade em dispositivos como notebook e PDAs, além dos celulares.

Segundo Fábio Freitas, gerente de oferta premium da operadora, no caso do Vivo Zap, o custo para um usuário foi reduzido pela metade nos três planos de oferta da operadora. Para a franquia para utilização de até 100 Megabytes por mês, o custo é de R$ 49,90. No plano de 1 Gigabyte, o custo é de R$ 99,90 mensais. Já o  acesso ilimitado tem preço fixado em R$ 139,90. “Os planos eram muito mais caros quando foram lançados há cerca de seis meses. O custo do plano para 1 Gigabyte, por exemplo, era de R$ 199 por mês”, lembra Freitas.

Demanda 

Segundo o gerente, a redução dos custos é uma tendência a medida em que se aumenta a carteira de clientes (a empresa não informa o número de usuários pendurados nessa rede). O EV-DO já está disponível em 23 localidades e tem sido bastante demandado pelos clientes corporativos. Tanto que a operadora está investindo R$ 1 milhão para ampliar o serviço até Santos (SP) e Rio Grande (RS) para atender a Petrobras. “Com isso, os clientes pessoa física também são beneficiados”, avalia Freitas.

Os serviços também estão disponíveis para usuários da rede tradicional (1xRTT), mas segundo Freitas, pela velocidade ser menor, a qualidade do serviço cai. "Se comparar a velocidade média do 1x, que é de 70 Kbps (kilobytes por segundo), vai demorar dez vezes mais para baixar uma música", explica. A tecnologia EV-DO, cuja velocidade atinge 2.4 Megabytes, funciona em uma média de 700 Megabytes.

 

Anterior AT&T e GM: contrato mundial de US$ 1 bilhão.
Próximos Iphone: Apple e Cisco chegam a um consenso.