Vivo vai transmitir jogos da NBA no celular


acordo-aperto-de-mao-negocio-cumprimentoA NBA (National Basketball Association) e a Vivo anunciaram nesta segunda-feira, dia 24, uma parceria para a distribuição de conteúdo pelo celular. Clientes da Vivo poderão assistir a jogos ao vivo e ter acesso a conteúdo exclusivo mediante a contratação de planos semanais ou mensais.

Para usar o serviço, o cliente da operadora deve baixar o aplicativo NBA, lançado no Brasil pela operadora. Como parte do acordo, a Vivo passa a ser a operadora oficial da NBA no Brasil, podendo oferecer oportunidades e promoções aos clientes Vivo, além de participar de eventos locais e também nos Estados Unidos e utilizar as marcas NBA em campanhas de comunicação e lojas/pontos de vendas. Detalhes financeiros do negócio não foram revelados.

Preços
O serviço é oferecido em duas versões: básico e premium. O pacote básico contempla 25 jogos (um por semana) na temporada regular, com narração em português, e mais 29 jogos clássicos (um por semana), durante o período de Playoffs, Finais, e também na pós-temporada. O pacote básico custa R$ 3,99/semana ou R$ 9,90/mês, com os sete primeiros dias gratuitos. A versão premium dá acesso completo ao NBA LEAGUE PASS e engloba todas as partidas da temporada. São mais de 1.200 jogos, entre temporada regular, All-Star Weekend, Playoffs e Finais, pelo valor de R$ 19,99/mês. O app funciona em dispositivos Android e iOS.

As duas versões do aplicativo oferecem ainda outros conteúdos como NBA TV (canal 24h de notícias sobre a NBA, em inglês), bastidores dos jogos; melhores momentos das partidas, jogadas em ‘super câmera lenta’, comentários de influenciadores e destaques das atuações dos jogadores brasileiros. (Com assessoria de imprensa)

Anterior CESAR abre seleção para startups
Próximos STF marca para junho audiência sobre bloqueio do WhatsApp

2 Comments

  1. Matheus Dilon
    24 de Abril de 2017

    E a pergunta que não quer calar. O assinante poderá assistir aos eventos sem consumir os dados de internet móvel ou não?!

    • 24 de Abril de 2017

      Oi Matheus, a Vivo nos informou que o app consome a franquia.