Vivo vai levar TV paga para todo o país


A Vivo deverá lançar em breve para todo o país o serviço de TV paga, hoje restrito ao estado de São Paulo, informou hoje o presidente do grupo no Brasil, Antonio Carlos Valente. Segundo o executivo, o lançamento depende da conclusão da integração dos sistemas operacionais e do back office das duas empresas. “A fusão está sendo muito transparente para o mercado de valores”, assinalou ele.

Valente lembrou que a conclusão da fusão ocorrerá no dia 27 de maio, quando se encerra o prazo para os acionistas exercerem o direito de recesso (troca de ações). Além da ampliação do mercado de TV paga, a Vivo irá ser também mais agressiva no mercado corporativo, fora da região original da Telesp, informou Valente. 

Para o executivo, que participou de seminário promovido pela Anatel e Ipea para discutir política industrial, uma das maneiras de se estimular a inovação tecnológica é tornar mais ágil a liberação dos espectros. “Existem apenas dois insumos para a massificação da banda larga: os meios ópticos e espectro”, assinalou.

3,5 GHz

Para Valente, qualquer frequência colocada à venda é uma inicativa bem-vinda, mas ele ressalta que o recente edital submetido à consulta pública pela Anatel, o de 3,5 GHz, não atende ao mercado de massa. “Esta faixa é boa para a oferta de serviço ao mercado corporativo, mas náo serve para o uso massivo”, afirmou. Ele lembrou que o grupo ocupou esta faixa em um país africano, mas acabou descontinuando o projeto, por falta de viabilidade técnica.

Anterior Serviços financeiros móveis ainda são pouco usados, diz relatório
Próximos Isenções podem reduzir preço do tablet em 36%, diz Bernardo