Vivo terá 60% de sua área coberta com EV-DO até o final do ano


A Vivo, operadora móvel CDMA, pretende terminar o ano de 2006 com 60% de sua área com cobertura de rede EV-DO, que a empresa considera de terceira geração. A informação foi passada por Hilton Mendes, diretor de inovação em terminais e plataformas da companhia. Atualmente, das 2200 localidades onde a Vivo tem sinal, apenas 15 têm …

A Vivo, operadora móvel CDMA, pretende terminar o ano de 2006 com 60% de sua área com cobertura de rede EV-DO, que a empresa considera de terceira geração. A informação foi passada por Hilton Mendes, diretor de inovação em terminais e plataformas da companhia.
Atualmente, das 2200 localidades onde a Vivo tem sinal, apenas 15 têm a cobertura EV-DO, entre elas Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba. O último município a usufruir do 3G  foi Campinas, no último dia 11. Em todo o país, são 450 mil terminais ou placas compatíveis com a tecnologia.
Hilton Mendes falou em evento do CDMA Development Group (CDG), em São Paulo, que reúne os principais players desta tecnologia, tais como Motorola, Nortel, Nokia e Qualcomm. Durante a reunião foi anunciado o lançamento comercial EV-DO revisão “A” para 2007 (provavelmente no segundo semestre), considerado ideal para VoIP no celular pela alta capacidade de transmissão de dados. 
Perguntado se a Vivo implantaria a tecnologia tão logo fosse lançada mundialmente, Mendes comentou que a empresa está sempre alinhada com os avanços mundiais do CDMA, mas reconheceu que, antes, é preciso que o EV-DO (revisão zero) torne-se mais popular no país e desenvolva todo seu potencial de serviços junto ao assinante brasileiro.
O CDG divulgou esta semana que o mundo tem 250 milhões de usuários CDMA 2000. Já a tecnologia EV-DO é utilizada por cerca de 30 milhões de pessoas.

Anterior Compras na internet: hábito dos brasileiros ricos.
Próximos Cade adia para semana que vem julgamentos sobre mercado de TV paga