Vivo tem lucro de R$ 129,8 milhões no trimestre


Vivo fechou o terceiro trimestre de 2008 com lucro líquido de R$ 129,8 milhões, crescimento de mais de 200% em relação aos R$ 42,6 milhões em igual período de 2007. O aumento se deve a aquisição da Telemig e um crescimento orgânico da receita e das margens da companhia. “Esse excelente desempenho se deve a …

Vivo fechou o terceiro trimestre de 2008 com lucro líquido de R$ 129,8 milhões, crescimento de mais de 200% em relação aos R$ 42,6 milhões em igual período de 2007. O aumento se deve a aquisição da Telemig e um crescimento orgânico da receita e das margens da companhia. “Esse excelente desempenho se deve a boa performance da Vivo, resultado da estratégia seletiva de clientes, de mais alto valor”, justificou Carlos  Raimar, diretor de RI da Vivo, em audioconferência com jornalistas. Acrescentou ainda que a empresa manteve sua estratégia de crescimento e não “percebeu” o efeito da crise econômica mundial, mantendendo um “ritmo acelerado de crescimento”, com aumento de 28% na receita de serviços.

A operadora fechou o trimestre com uma base de 42,277 milhões de clientes – market share de 30% – mantendo sua liderança no mercado. No 3T08, a Vivo adquiriu 1,842 milhão de novos clientes (o custo de aquisição por cliente foi de R$ 76,00 no terceiro trimestre) e a operação em GSM atingiu mais de 26,2 milhões de acessos. A receita de serviços foi de R$ 3,644 bilhões, aumento de 28,0% na forma inorgânica, que compara apenas os resultados da Vivo (e 15,1% na forma combinada, que considera os dados da Telemig) em relação ao 3T07.
 
A receita operacional líquida foi de R$ 4,078 bilhões, aumento de 7,6% em relação ao segundo trimestre deste ano, e 13,7% na comparação com o mesmo período de 2007, considerando a Telemig.  A receita de dados e de serviços de valor adicionado aumentou 40,6% na comparação combinada com o 3T07, representando 10% da receita líquida de serviços no 3T08. O Arpu (receita média por usuário por mês) foi de R$ 29,4 no trimestre, redução de 4,2% em relação ao 3T07.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 1,316 bilhão no terceiro trimestre deste ano, um aumento de 58% sobre 2007 (e de 39,8% considerando a Telemig). A margem Ebitda, que indica a rentabilidade, atingiu 32,3%, um avanço de 6,0 pontos percentuais em relação em relação ao 3T07.

Ao longo deste ano, a Vivo deve realizar o maior investimento de sua história: R$ 6,1 bilhões, valor que inclui a compra de licenças de terceira geração (R$ 1,2 bilhão), a implantação dessa nova rede; a aquisição da Telemig Celular (R$ 2,1 bilhão) e a expansão para novos Estados (em outubro a companhia iniciou as operações em Pernambuco e no Ceará e planeja, até o final do ano, chegar em Alagoas, paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte). Apenas no terceiro trimestre, os investimentos somaram R$ 868 milhões. (Da redação)

Anterior Teles fecham acordo no Senado para ajudar no combate à pedofilia
Próximos Espanhola Telefónica supera a britânica Vodafone