Vivo quer ampliar parcerias para fortalecer M2M


O gerente de M2M da Telefônica/vivo, Eduardo Takeshi, afirmou hoje que a operadora está buscando ampliar e diversificar o número de parceiros de diferentes ramos industriais, para fortalecer o mercado de M2M. “Nós temos a missão de juntar as principais capacidades do mercado com os ativos estratégicos”, afirmou ele. A operadora tem apostado mais firmemente em algumas verticais, como a automação de  soluções de ambientes para casa com maior interatividade.

O diretor de Operações da Cisco do Brasil, Anderson André, assinalou que na Internet das Coisas (IOT) há também a conexão direta P2P (pessoa a pessoa) que  deverá gerar um mercado de  US$ 7 milhões em alguns anos. As previsões da empresa apontam que o segmento privado irá gerar receitas de US$ 14 milhões e o setor público, de US$ 4,6 trilhões em 2022.

Anterior Brasil terá 9,7 milhões de conexões M2M até dezembro
Próximos Datora Telecom aponta falta de padrão como entrave para o avanço da conexão M2M