Vivo lança banda larga e TV por fibra em Jaboticabal e Votuporanga


A Vivo ativou sua rede de fibra (FTTH) nas cidades de Jaboticabal e Votuporanga, no interior do estado de São Paulo. A operadora pretende vender nas cidades planos de banda larga de até 300 Mbps, tanto para clientes residencias, quanto corporativos, em 78 bairros. Também fornecerá serviço de TV por assinatura pela mesma rede de fibra, usando tecnologia IPTV. Jaboticabal e Votuporanga fazem parte do cronograma de cidades selecionadas pela Vivo para receber rede de fibra em 2019.

Os bairros que serão contemplados com a rede de fibra da Vivo em Jaboticabal são: Parque dos Laranjais, Loteamento Recanto do Barreiro, Vila Toto, Ponte Seca, Pedro Morello, Maria Marconato, Recreio dos Bandeirantes, Jardim Nova Aparecida, Vila Santa Tereza, Santa Luzia, Aparecida, Vila Patrício dos Santos, Vila Simoni, Vila Serra, Lusitânia, Centro, Colina Verde, Jardim São Marcos 1, Jardim Santa Rita, Cachoeira dos Mendes, Loteamento Monte Rei, Loteamento Monte Rei 2, Parque dos Girassóis, Jardim Eldorado, Nova Jaboticabal, Santa Monica, Planalto do Bosque, Jardim Kennedy, Jardim Brandi, Jardim Pedroso, Parque Industrial Carlos Tonanni, Jardim Santa Izaura, Vila São José, Jardim Morumbi, Maria de Lourdes, Barra Funda, Jardim Tangará, Jardim Grajau e Sorocabano.

Já em Votuporanga, os bairros contemplados são: Segundo Distrito, Polo Comercial e Industrial, CECAP I, CECAP II, Jardim Terras de São José, Parque Residencial San Remo, Vila Zan, Nova Boa Vista, Vila Guerche, Vila América, Jardim dos Pinheiros, Parque Brasília, Loteamento Campo Limpo, Chácara Aviação, Parque Residencial Friozi, Vila Nova, Loteamento Bandeirantes, Umuarama, Parque Roselândia, Chácara Vera, Vila Muniz, Marão, Patrimônio Novo, Vila São Vicente, Patrimônio Velho, Vila Sá, Loteamento Jose Melo, Vila Paes, Jardim Botura, Loteamento Residencial Max, Bairro do Café, Vila Lupo, Vale do Sol, Parque São Pedro, Chácara Santa Maria, Vila Marim, Jardim Marin, Residencial Planalto e Bela Vista. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Oi pagará € 25 milhões e entregará ações em tesouraria à Pharol para encerrar brigas
Próximos Sem dinheiro da Telebras, começa a construção do cabo submarino Brasil-Europa

4 Comments

  1. Solange Lise
    9 de Janeiro de 2019

    Parabéns, aqui na minha capital Porto Alegre sou cliente da Vivo desde a antiga GVT em 2003 e não tenho fibra! Minha internet cai a todo momento. Estou pensando seriamente em fazer portabilidade para a Net que já oferece o serviço no meu condominio!

  2. Daniel Aguiar
    10 de Janeiro de 2019

    Me chama atenção como a Vivo só investe pesado mesmo no estado de São Paulo. Para cada 10 cidades lançadas com FTTH, 8 são de SP.

  3. Alzeni Castanheiro
    10 de Janeiro de 2019

    Córrego RICO não terá? Porque lá é um caos.

  4. Mauro
    11 de Janeiro de 2019

    Por que não investe na rede da antiga GVT ? Acredito que se a VIVO não tivesse comprado a GVT , hoje ela seria uma das melhores operadoras. Assim que a GVT cabeou minha rua , não demorou muito pra não ter mais disponibilidade para novas aquisicoes . Hoje tem disponível até 25 MB na minha rua , mas devido à distância do armário . Os técnicos disseram que tem que fazer downgrade para 15mb porque 25MB fica fora dos parâmetros.