Vivo: grande prejuízo e perda de market share


Não foi a toa que a Vivo decidiu dar uma guinada em sua opção tecnológica. Os resultados da operadora neste segundo trimestre demonstram as dificuldades da empresa. Os prejuízos mais do que dobraram em relação ao mesmo período do ano anterior e mesmo em relação ao primeiro trimestre deste ano. Ela encerrou o período com …

Não foi a toa que a Vivo decidiu dar uma guinada em sua opção tecnológica. Os resultados da operadora neste segundo trimestre demonstram as dificuldades da empresa. Os prejuízos mais do que dobraram em relação ao mesmo período do ano anterior e mesmo em relação ao primeiro trimestre deste ano. Ela encerrou o período com R$ 493 milhões de prejuízo (contra R$ 179 no primeiro trimestre de 2006 e R$ 252 milhões no segundo trimestre do ano passado).

Seu market share também caiu significativamente: saiu de uma posição de 43,5% de ocupação de mercado no início do ano para 40,6% no segundo trimestre, com 28,5 milhões de clientes, quase a mesma base de um ano atrás.

Registrou receita, neste trimestre, de R$ 2,598 bilhões e Ebitda (ganhos antes dos impostos, taxas e depreciação)  de R$ 306,3 milhões. A margem do Ebitda (que demonstra o fôlego de caixa da empresa frente aos compromissos assumidos) também teve uma queda significativa. Neste trimestre, a margem do Ebitda ficou em 11,8% contra 27,8% do primeiro trimestre.
(Da redação)

Anterior Vivo investirá R$ 1 bilhão em rede GSM
Próximos Motorola reestrutura área de mobilidade