Vivo fecha o ano com 4 mil cidades com cobertura 4G e 4,5G


Com 3 mil cidades com cobertura 4G e mil cidades com cobertura 4,5G e 9 milhões de residências com fibra passada, a Vivo tem como prioridade para 2019 manter os investimentos em infraestrutura. “Queremos manter a liderança na telefonia celular e acelerar o ritmo de instalação de fibra até a casa do cliente”, disse Christian Gebara, COO da operadora que a partir de 1º de janeiro assume a presidência.

Segundo Gebara, este ano a base de home passed foi ampliada de 7 milhões para 9 milhões e a meta é chegar a 2020 com 15 milhões. A isso se soma a base de 11 milhões de residências com infraestrutura de FTTC (fibra até o poste, com a última milha em par de cobre), herdada da GVT. Parte dessa infraestrutura, em bairros de determinadas cidades, caso de Curitiba, entre outras, onde a demanda por mais velocidade se impõe, a operadora está fazendo um overlay de fibra na última milha.

Uma terceira prioridade da agenda de Gebara é a melhoria da experiência do cliente, desde a pré-venda até a instalação do serviço. Para isso, lembra ele, os investimentos na digitalização são fundamentais, seja dos processos seja nos aplicativos. “Essa é uma preocupação constante e contínua”, afirmou em encontro com jornalistas hoje, 17, em São Paulo.

PUBLICIDADE

O futuro presidente da Vivo destacou ainda que a empresa vai continuar trabalhando com os temas sociais de gênero, raça e diversidade, que fazem parte da visão do grupo sobre sustentabilidade social do negócio. E apontou, como quinto ponto da agenda a atração, retenção e engajamento de talentos.

Anterior Abisemi quer subsídio direto para compensar aumento do IPI sobre TICs
Próximos Sabatina de Aquino para Anatel deve ocorrer nesta terça