Vivo estima economizar US$ 400 milhões em subsídio de aparelho


A Vivo deverá economizar entre US$ 300 milhões a US$ 400 milhões por ano em subsídios de aparelhos com a migração de sua rede CDMA para o GSM. Esta previsão está presente nos resultados operacionais da Telefónica Móvil, divulgados hoje, 26 de julho. Conforme o comunicado, o grupo, que compra entre nove a 10 milhões …

A Vivo deverá economizar entre US$ 300 milhões a US$ 400 milhões por ano em subsídios de aparelhos com a migração de sua rede CDMA para o GSM. Esta previsão está presente nos resultados operacionais da Telefónica Móvil, divulgados hoje, 26 de julho. Conforme o comunicado, o grupo, que compra entre nove a 10 milhões de handsets para o mercado brasileiro anualmente prevê uma economia entre US$ 30,00 a US$ 40,00 por cada aparelho comercializado com a tecnologia GSM.

A Telefónica Móvil – que atua no mercado espanhol e na América Latina – fechou o segundo trimestre do ano com receitas brutas de 4,466 bilhões de euros, crescimento de 9,4% frente ao mesmo período do ano passado. O Ebitda (ganhos antes de impostos e depreciações)  do período foi de 1,427 bilhão de euros, com margem de 32%.

O mercado espanhol ainda é o responsável por 50% do faturamento total da empresa, seguido pelo Brasil, com 11%,Venezuela (11%), Argentina (7%), México (5%), Colômbia (4%), Chile (4%), Peru e Equadro (4%) e América Central (3%).

A empresa encerrou o semestre com 101 milhões de clientes móveis (adição de 16,8% frente ao mesmo período do ano passado).Com a limpeza da base de 1,8 milhão de clientes, a Vivo contribuiu com apenas 0,3% de adição de novos clientes para o grupo, contra a aquisição de mais 41% da Argentina, 50% da Venezuela e mais 57% da Colômbia. ( da redação ).

Anterior Ericssson conclui migração de sistemas de billing da Telemig Celular
Próximos Aumento de 101% na banda larga impulsiona setor de TV por assinatura