Vivo e TIM apresentam piores resultados na banda larga móvel


A Vivo e a TIM não atingiram a meta em São Paulo de garantir, em 95% dos contratos de conexão à internet, a velocidade instantânea de no mínimo 20% da contratada. É o que mostra os resultados da medição da qualidade da banda larga móvel de agosto, divulgados nesta quarta-feira (25) pela Anatel. A Vivo garantiu em 94,54% dos contratos e a TIM, em 92,13%.

Em Minas Gerais, a banda larga móvel da Oi obteve a velocidade média de 56,67%, abaixo assim dos 60% exigidos pela agência. No Paraná, a Vivo também ficou abaixo da meta da velocidade instantânea, com atendimento de 93,8% dos contratos. E no Rio de Janeiro, novamente a Vivo e a TIM ficaram fora da meta de velocidade instantânea, com 93,69% e 96,57% respectivamente.

Na banda larga fixa, todas as operadoras analisadas atingiram as metas de velocidade nos estados pesquisados. Veja aqui os resultados.

Na banda larga fixa, prestada por meio do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), as medições incluíram prestadoras de Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo. Na banda larga móvel, prestada por meio do Serviço Móvel Pessoal (SMP), foram avaliadas prestadoras de Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.(Da redação)

Anterior Dilma insiste na guarda de dados de brasileiros no país
Próximos Fusão entre Vivo e TIM pede devolução de frequência. Presidente da Anatel acha que operação não muda quadro atual