Vivo passa a permitir doação de franquia a amigos


TeleSintese-numeros-mascara-dados-binario-Fotolia_116756510

A partir desta quinta-feira, 10, clientes pré-pagos Vivo Turbo e de planos Controle da Vivo podem pedir e enviar internet para seus contatos que também sejam clientes Controle ou Vivo Turbo da operadora. A operação deve ser feita pelo aplicativo Meu Vivo, ou através do site móvel da empresa.

Até hoje, clientes de planos pós-pago familiares podiam transferir a franquia entre os parentes. Com o novo produto, a Vivo multiplica a base de clientes com o serviço.

Como pedir franquia de dados aos amigos

Para pedir internet para amigos e familiares, basta acessar o Meu Vivo, clicar em “Peça internet para os amigos” e fazer a solicitação para até cinco números. O cliente poderá consultar em sua tela de consumo a quantidade de internet recebida, apresentada em separado de seu pacote original.

Como compartilhar franquia de dados

Para compartilhar, o cliente também deve acessar o Meu Vivo e clicar em “Compartilhe a internet com amigos”. Depois, deve informar o número do telefone de quem vai receber internet e selecionar a quantidade a ser enviada.

O mínimo a ser compartilhado é 50MB e o usuário pode distribuir todo o saldo disponível ou apenas uma parte, para quantas pessoas quiser. Pelo Meu Vivo, também é possível ver o histórico de compartilhamentos.

Quem receber internet poderá compartilhar novamente parte ou toda a internet que ganhou com outros amigos e familiares, sempre respeitando o mínimo de 50MB por compartilhamento.

Mas atenção: A validade da internet compartilhada é até as 23:59 do dia seguinte ao recebimento. Ou seja, o usuário tem um dia para gastar a doação.

O compartilhamento está disponível gratuitamente para todos os clientes pré-pagos Vivo Turbo e para usuários de planos Controle. Já os usuários da Vivo Turbo R$ 7,99/semana podem pedir internet, mas não podem compartilhar.

Anterior Oi espera elevar Capex para R$ 7 bi, se aprovado o plano de capitalização
Próximos Kassab confirma Martinhão na presidência da Telebras

1 Comment

  1. Rogério Pires
    10 de agosto de 2017

    Hoje “voz” não vale praticamente nada (apesar que de particularmente utilizar e muito); mas a joia da coroa é mesmo “dados”, já que ninguém fica (quer) sem eles… agora aguentar amigos ou parentes “pedindo” dados!?!? Eu hein… que coisa! Está lembrando o serviço de SMS “a cobrar” que felizmente não pegou!