Vivo anuncia retirada de Record, RedeTV! e SBT do line up


Portal-TeleSintese-VIVOPLAY-Tv-InterfaceA Vivo começou a veicular anúncios avisando que Record, RedeTV e SBT serão retirados no line up de TV por assinatura em 10 de junho. Segundo o comunicado, a retirada dos canais vai acontecer nas cidades onde o sinal analógico de TV foi desligado – o que inclui a principal praça da empresa, São Paulo e cidades da região metropolitana, de Goiás e do Distrito Federal.

A empresa diz que não conseguiu fechar um acordo com os canais para mantê-los no ar. “Durante 45 dias, a Vivo manteve um canal aberto de diálogo e negociação com a Simba, empresa que representa as emissoras, mas não chegou a um acordo comercial. Por esta razão, a Vivo comunicou os seus clientes nesta sexta-feira, 12 de maio, que os sinais da SIMBA serão retirados da sua grade de programação dentro de 30 dias. Os demais canais abertos não sofrerão alteração”, afirma a operadora.

A suspensão dos canais atingirá ao menos 77 cidades. Procurada, a Simba ainda não se pronunciou sobre o assunto. A dificuldade em negociar a compra do conteúdo pelas operadoras já levou à retirada no line up de Claro, NET, Oi e Sky. As operadoras lembram que os canais podem ser sintonizados pela TV, desde que tenha conversor digital, dos clientes, uma vez que os canais são abertos.

Motivos da disputa – Conforme regra da Anatel, operadoras de TV precisam carregar em seu line up os canais abertos existentes nas cidades em que atuam sem custo. Como a obrigação vale apenas para o sinal analógico, o carregamento do sinal digital das emissoras locais depende de acordo comercial. As operadoras resistem ao preço por assinante que a Simba pretende cobrar. Já a Simba, no passado, defendeu seu posicionamento reafirmando que cobra preços compatíveis com a prática de mercado.

Anterior Wanna Cry: ciberataque chega a 74 países. E contando…
Próximos STF fará audiência pública sobre o "direito ao esquecimento"

8 Comments

  1. rogerio
    14 de Maio de 2017

    Está errado! Não são as operadoras que decidem se carregam ou não os sinais digitais dos canais abertos ! Quem decide se eles carregam ou não são as emissoras. Vcs precisam parar de informar errado e de passar a impressão que as operadoras têm razão ! Se eles acham que não devem pagar aos canais abertos então justifiquem porque pagam pra Globo e Band.

    • Ivan
      15 de Maio de 2017

      É só pensar amigo, o grupo globo possui cerca de 60 canais na tv a cabo, a band tem a band news, band sports, arte 1.. E o simba? O quem tem além desses canais ABERTOS? Nada!

    • 15 de Maio de 2017

      Oi Rogerio. Quem criou toda esta confusao foi a Anatel. Mesmo sabendo que o sinal SD estava com dias contados, obrigou as operadoras de carregar-los. Que objetivo teve isto? Serah que nao foi um looby para que em pouco tempo depois as emissoras poderosas possam ganhar dinheiro em cima de um sinal que eh gratuito ao publico?

  2. Marcelo
    15 de Maio de 2017

    As operadoras deveriam transmitir os canais secundários da Cultura, que são Univesp e Multicultura, têm uma boa programação. A exigência do SBT, Record e Rede TV é ridícula, a programação desses canais não vale nada. É bom mesmo que a audiência despenque, deram um tiro nos próprios pés.

  3. Rubens
    16 de Maio de 2017

    Rogerio, voce está viajando, meu caro… Os grupos Globo e Band recebem dinheiro das operadoras porque oferecem a elas diversos canais pagos. Ja o Simba nunca se preocupou em criar canais pagos e agora so tem os seus 3 canais abertos gratuitos para oferecer.

    A Simba foi amadora e patetica imaginando que a audiencia de seus canais abertos tem algum valor dentro do negocio da tv paga. Sequer entendem como a tv paga funciona. Pior, queriam que as operadoras pagassem adiantado para FINANCIAR com esse dinheiro a futura criacao de canais pagos que nem eles mesmos sabem como será. Sao amadores demais. Se ferraram. Foi muito bem feito!

  4. Valdir
    16 de Maio de 2017

    Já vão tarde, Globo e Band são remuneradas porque tem poder de barganha: dezenas de canais pagos de vários segmentos, a Simba não tem nada! Não quero pagar por canais de quinta categoria que só exibem fofoca, desgraça, popularescos e Igreja Universal!

  5. Rodinei Campos da Silveira
    29 de Maio de 2017

    Eu já vi esse alerta na TV.
    E este esquema que a Simba pretende fazer não me convence, nem aqui, nem na China!
    Esta é uma tática suja!
    Anotem as minhas palavras.

  6. Elizete
    11 de junho de 2017

    Saneamento básico, saúde e educação publica de qualidade ninguem melhora agora sinal digital e distribuiçao de aparelhinho gratis para os baixa rends…que ssem todos os canais do ar já que suas programações não acrescentam nada de produtivo à população. Xuxa, Radrigo Faro, Raul Gil, Luciana Gimenez etc.Aí vamos dar um jeito de tirar as globo do ar, pois ela possue inúmeros canais(pagos).