Vivendi vai separar empresas


A Vivendi, grupo francês de mídia e de telecomunicações, que controla no Brasil a GVT, confirmou ontem seus planos de dividir suas empresas, com vistas a melhorar os preços de suas ações. O conselho de supervisão aprovou os planos, apresentados em setembro, para separar do conglomerado a operadora de telecom francesa, a SFR Telecommunications.

 

A Vivendi possui hoje a Universal Music, o canal de TV paga Plus e a GVT. Após o spin off, a Vivendi passará a ser presidida por  Vincent Bolloré, o maior investidor individual da operadora, com 5% das ações, no lugar de Jean-Rene Fourtou, chairman de 74 anos. A SFR de Telecom é responsável pelo faturamento de 30% do grupo, com 5,4 bilhões de euros de lucros. ( Da redação, com agências internacionais).



Anterior STJ condena Google a indenizar mulher que teve vídeo íntimo divulgado na web
Próximos Embratel faz promoção de cloud por Black Friday