Vivendi desiste de vender a GVT


 

A Vivendi divulgou nesta quinta-feira que suspendeu a venda da companhia brasileira de telefonia móvel e internet de banda larga GVT. Embora a unidade brasileira  tenha atraído o interesse de alguns compradores, as ofertas ficaram abaixo do que a Vivendi queria, informou uma pessoa familiar ao assunto. A Vivendi pretendia vender o ativo por 7 bilhões de euros, em um negócio somente em dinheiro, acrescentou a fonte.

 

“Decidimos não vender por um preço fora do padrão. Estamos absolutamente convencidos que temos um ótimo ativo”, afirmou o porta-voz Simon Gilham. “Estamos muito felizes em continuar a desenvolvê-lo na família Vivendi”, acrescentou.

 

A suspensão da venda ocorre após a operadora de televisão via satélite norte-americana DirecTV – vista como uma das possíveis compradoras – anunciar mais cedo que desistia da compra.

 

A DirecTV esperava impulsionar as operações na América Latina por meio da GVT, mas “decidiu não ir adiante na compra e se retirou do processo”, informou um porta-voz da empresa. (Agências internacionais)

Anterior TIM fecha 2012 com 10 mil clientes de banda larga fixa
Próximos Aparelho celular deve ser regulamentado como produto essencial