Em conflito com a Vivendi, CEO da Telecom Italia pretende renunciar


Data: 14/10/2016 Editoria: Empresas Reporter: Ivone Santana Local: Rio de Janeiro, RJ Pauta: Entrevista exclusiva com o novo CEO da Telecom Italia Setor: Telfonia Personagem: Flavio Cattaneo, CEO da Telecom Italia, fotografado no hall de espera da Tim Tags: Azul, celular, italiano, Fotos: Leo Pinheiro/Valor
Flavio Cattaneo, CEO da Telecom Italia (Foto: Divulgação / Leo Pinheiro)

Flavio Cattaneo, CEO da Telecom Italia, estaria disposto a renunciar, conforme o site de notícias Bloomberg. O executivo está descontente com a influência da Vivendi sobre os rumos da operadora italiana. Ele promete pedir demissão até o final de julho.

De acordo com o noticiário internacional, Cattaneo se diz preocupado com sua reputação. Ele vê ingerência do maior acionista individual sobre as operações. Teria, ainda, recebido críticas internamente da Vivendi por ter feito comentários políticos a veículos italianos, prejudicando as relações da francesa com o governo local.

Amos Genish
Tanto a Telecom Italia, quanto a Vivendi, afirmaram que não existem tais problemas apontados pela Bloomberg. Se a notícia se confirmar, no entanto, já haveria um candidato em potencial para a vaga: Amos Genish, fundador da GVT e ex-CEO da Telefônica Vivo.

O israelense fez fortuna no setor de telecomunicações brasileiro. Atual diretor de convergência da Vivendi, seria indicado ao cargo de gerente geral da Telecom Italia. Só não seria o CEO, diz o texto, por não ser italiano, o que poderia acirrar os conflitos dentro da operadora. (Com noticiário internacional)

Anterior Portabilidade numérica: crescem os pedidos no país
Próximos Novo data center do Nordeste custou R$ 50 milhões