Vivax aposta em banda larga, prepara VoIP e digitalização de TV


Em conferência para analistas do mercado financeiro, a operadora Vivax, que estreou na Bolsa de Valores de São Paulo no mês passado, deu seus guidances para o ano de 2006. Há grande expectativa nos setores de banda larga e dados em geral. Hoje, com 84 mil assinantes de internet rápida, a empresa espera chegar, na melhor das …

Em conferência para analistas do mercado financeiro, a operadora Vivax, que estreou na Bolsa de Valores de São Paulo no mês passado, deu seus guidances para o ano de 2006. Há grande expectativa nos setores de banda larga e dados em geral. Hoje, com 84 mil assinantes de internet rápida, a empresa espera chegar, na melhor das hipóteses, a 125 mil até o final do ano.
Esse segmento representa hoje 33% da receita da empresa. Segundo Christopher Torto, presidente da Vivax, esse percentual deve aumentar e, dentro de alguns anos, superar o negócio principal da empresa, a TV por assinatura. A empresa conta hoje com 294 mil usuários de TV a cabo, número que deve subir para até 320 mil este ano.
A Vivax concluiu a construção de um anel óptico na região de Americana, interior paulista, no final do ano passado. Com isso, a empresa aumentou sua capacidade e viabilizou outro negócio, o aluguel de fibra óptica. Atualmente, 20 empresas de telecomunicações contratam este serviço junto a Vivax.
A exemplo de outros players do setor, a Vivax pretende lançar , em meados desse ano, seu serviço de Voz sobre IP. “Esperamos a NET Serviços lançar primeiro. Agora, estamos negociando com empresas de telecom e definindo o modelo de negócios”, destaca Torto. O novo serviço, segundo o presidente, não deve exigir aumento significativo no investimento da empresa em 2006, que deve ficar entre R$ 60 milhões e R$ 68 milhões.
A empresa pretende também, no ano de 2006, dar continuidade à digitalização de seus sinais de TV a cabo. O que já ocorre em Manaus (única praça fora de Rio e São Paulo atendida pela Vivax). “Vem dando muito certo, faremos agora em São Paulo”. A previsão é que isto ocorra no início do segundo semestre deste ano, primeiramente na região do ABC e Baixada Santista. A Vivax opera em 34 cidades e teve lucro líquido de R$ 39 milhões em 2005, ante um prejuízo líquido de R$ 53 milhões no ano anterior.

Anterior A reação das concessionárias locais
Próximos Gardelliano é VP de finanças da TCO Part.