Vitale: Marketing 4.0 e a massificação da IoT


*Por Marcius Vitale

Para o Marketing 3.0, que nasceu na virada do século XX para o XXI, o foco é o indivíduo, mais especificamente a sua alma. É o marketing humanizado (coração, espírito e mente), criando desta maneira serviços e produtos que adotem e satisfaçam os valores humanos exigidos com a criação de vínculos emocionais com o usuário.

Com os meios de comunicação integrados, observamos que o envolvimento das pessoas é intenso e as exigências por produtos e serviços exclusivos já é uma evidência, pois o consumidor procura algo diferenciado, sob medida.

Esses fatos estão conduzindo a uma evolução do Marketing 3.0, para o nascimento do Marketing 4.0, que visa atender as necessidades de adaptação e exigências dos consumidores neste novo momento da economia digital.

Com conteúdos bem elaborados e criados na nova linguagem web (inbound marketing), as possibilidades são grandes para quem quer colocar a bola na frente do gol, destacando a marca da sua empresa, atraindo assim mais atenção para seus serviços e produtos.

O Marketing 4.0 está chegando com a inclusão digital, temos o acesso facilitado à tecnologia para uma enorme massa de consumidores, facilitando a forma de compra de produtos e serviços.

A cadeia de valor está cada vez mais horizontal, eliminando intermediários e deixando o consumidor cara a cara com o fornecedor, bastando apenas um toque no dispositivo. As constantes trocas de informações entre consumidores, bem como entre o produtor e consumidor fazem com que o processo de horizontalização seja efetivo num ato de co-criação que beneficia ambos os lados. Atualmente o consumidor consegue ter uma relação íntima e pessoal com o que adquire, fazendo com que a marca faça parte da sua vida e de seus valores.

Outra evidência nos novos tempos é a velha Rádio Peão, que era considerada a transmissão boca a boca de informações dentro da sociedade e organização. Hoje ela tomou corpo e surgiu a Rádio Peão Digital, que utiliza a força das redes sociais para a divulgação dos seus sentimentos e observações.

Foi criada a figura dos influenciadores digitais que divulgam informações pelo meio digital, utilizando a rádio peão digital. Quando relatam suas experiências do mundo analógico (tradicional), buscam referências digitais para escolherem produtos e serviços.

A tendência natural da evolução da tecnologia, com o nascimento da IoT – Internet das Coisas, é que tudo vai estar conectado em tempo real em todos os lugares do mundo. Sendo assim, a nova postura do Marketing 4.0 diante dessa evolução é propiciar a adesão maciça consciente de novos consumidores à sua marca, utilizando canais bidirecionais de comunicação que trocam continuamente informações online. Os usuários deixaram de ser passivos para se tornarem ativos, ganhando uma voz no universo da comunicação digital em espaços fora da dominação das empresas.

A integração destas novas tecnologias de mídia digital, somadas com a facilidade de acesso dos usuários a rede mundial de computadores, com a criação de canais de comunicação híbridos, e também a formação de comunidades digitais e a integração do marketing on e off,  bem como a rádio peão digital, o  inbound marketing e mais o advento da IoT – Internet das Coisas, faz com que um acompanhamento contínuo do cenário seja realizado no dia a dia para um aprendizado desse novo movimento denominado Marketing 4.0.

Não existe receita de bolo pronta! Um novo panorama está sendo construído e não temos gurus que possam prever o futuro. Assim sendo, é importante ter visão futura e a humildade de estarmos aprendendo um pouco a cada dia.

O atendimento aos anseios dos clientes deverá demandar muito conhecimento específico, estudos profundos do relacionamento humano nesses novos tempos e a preparação das empresas aos novos modelos de negócios no mundo da integração total de produtos e serviços com a massificação da IoT.

*VITALE – Consultoria e Inteligência de Negócios

Anterior Concessionárias lideram desligamento de telefones fixos em julho
Próximos BNDES quer contribuições do mercado para aquisição de blockchain