Virgílio de Almeida defende regra para P&D da Anatel


O secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Virgílio de Almeida, defendeu a aprovação do regulamento de P&D pela Anatel. Segundo ele, a norma é um reforço a política de governo de incentivar o aumento da produção de conteúdo nacional. Ao tomar posse, o novo presidente da Anatel, João Rezende, disse que o tema merece maiores debates.

 

Almeida disse que o MCTI já fez várias sugestões para aprimoramento da proposta de regulamento, que está sendo relatado pelo conselheira Emília Ribeiro. “Vários mecanismos da Sepin, como a certificação de produtos desenvolvidos no país, foram aproveitados e acredito que a evolução tem ocorrido de forma bem alinhada à política industrial do governo”, disse.

 

O secretário acredita que o Ministério das Comunicações deve manter a proposta porque desenvolve a tecnologia nacional. Almeida frisou que não é reserva de mercado mas sim de oferecer vantagens para empresas que querem trazer sua produção para o país. Ele afirmou que o governo não abrirá mão de sua política de poder de compra, que  foi ampliada para outros setores do mercado, como o de calçados.

Anterior Plenário do Senado aprova Bechara e Zerbone para Anatel
Próximos Pequena operadora de TV via satélite pode ser a primeira a migrar para o SeAC